16.5 C
Brasília
sábado, 15 junho, 2024

China expande bases navais para abrigar mais de 600 navios de guerra, relata mídia

© Sputnik / Anna Ratkoglo

Sputnik – O jornal South China Morning Post relatou que a China modernizou suas bases navais para abrigar e apoiar sua frota de combate em rápida expansão.

A mídia destaca que a China tem a segunda maior frota do mundo, e o país deve lançar pelo menos mais dez navios de superfície ainda em 2023, incluindo oito destróieres Type 052D e duas das maiores e mais rápidas fragatas Type 054B, com um deslocamento total de 72.000 toneladas.
O país espera contar com mais de 600 embarcações, demonstrando o rápido avanço tecnológico e de sua frota.
Pensando nessa expansão, os chineses estariam construindo mais e maiores cais em três de suas bases navais.
Recentemente, a China apresentou o conceito de um supernavio de guerra capaz de substituir uma frota inteira, prometendo revolucionar as frotas de navios de guerra, com armas eletromagnéticas e um poderoso sistema de propulsão nuclear, além da capacidade de converter energia nuclear em energia cinética utilizável ou eletricidade para alimentar armas de alta potência.
Em fevereiro, o secretário da Marinha dos EUA, Carlos Del Toro, alertou que o gigante asiático está tentando mudar o domínio “nos oceanos do mundo”, e que os estaleiros americanos não são capazes de acompanhar o ritmo de construção da frota chinesa.

Bandeiras chinesa e norte-americana - Sputnik Brasil, 1920, 06.07.2023

Panorama internacional

China ‘disparou a 1ª salva de retaliação’ na guerra de sanções contra os EUA, diz especialista

ÚLTIMAS NOTÍCIAS