13.5 C
Brasília
domingo, 26 maio, 2024

Venezuela culpa os EUA pelo ataque terrorista ao gasoduto Monagas

Foto compartilhada no Twitter pelo Ministro do Petróleo da Venezuela sobre o ataque a um sistema de gás venezuelano, 17 de julho de 2022.

Hispantv – O vice-presidente do Partido Socialista Unido da Venezuela (PSUV) vê as mãos dos EUA por trás do recente ataque a um gasoduto no leste do país.

“Isso faz parte da política do imperialismo norte-americano: o ataque às instalações petrolíferas, trazendo aqui mercenários, alguns detidos, outros julgados por tentativa de golpe de Estado e assassinato em nosso país, enviados pelo governo dos Estados Unidos”, criticou Segunda-feira o número dois do partido oficial venezuelano PSUV, Diosdado Cabello.

O também deputado venezuelano destacou que o ataque ocorrido no domingo no gasoduto da estatal Petróleos de Venezuela (PDVSA), no estado oriental de Monagas, é mais uma tentativa de Washington de desestabilizar o país sul-americano.

Os EUA não vão reverter a campanha de ‘pressão máxima’ contra a Venezuela
Moncada pede unidade diante dos planos desestabilizadores dos EUA
Neste contexto e sem dar detalhes, Cabello lembrou que capturaram pelo menos dois americanos que planejavam atacar as instalações da refinaria de petróleo do país, e garantiu que tais medidas agressivas serão respondidas pelos órgãos de segurança.

Venezuela denuncia nuevo ataque terrorista contra su sistema gasífero | HISPANTV

Venezuela denuncia novo ataque terrorista contra seu sistema de gás | HISPANTV

O ministro do Petróleo venezuelano denuncia um novo ataque ao sistema de gás no leste do país, cometido pelos “mesmos grupos terroristas de sempre”.
Do que o cabelo está falando?

No domingo, o ministro venezuelano do Petróleo, Tareck el Aissami, denunciou o ataque ao gasoduto Monagas como um ato cometido pelos “grupos terroristas de sempre” e garantiu a punição dos autores do incêndio causado por esta “ação criminosa”.

As instalações de gás da PDVSA no estado de Monagas foram alvo de um ataque semelhante em março passado, que causou uma explosão devastadora. Além disso, as conexões de gás e eletricidade em toda a Venezuela estão expostas a atos semelhantes perpetrados com o objetivo, segundo as autoridades, de gerar inquietação entre o povo venezuelano para que apoie os protestos golpistas da oposição.

ÚLTIMAS NOTÍCIAS