18.5 C
Brasília
quinta-feira, 30 maio, 2024

Caso Marielle: PGR denuncia irmãos Brazão e delegado por assassinato da ex-vereadora e de motorista

© José Cruz / Agência Brasil

Sputnik – O cerco está se fechando no caso Marielle.

Desta vez a Procuradoria-Geral da República (PGR) apresentou uma denúncia contra o deputado Chiquinho Brazão (sem partido-RJ), seu irmão Domingos Brazão, atual conselheiro do Tribunal de Contas do Estado do Rio de Janeiro (TCE-RJ), e o delegado da Polícia Civil do Rio de Janeiro Rivaldo Barbosa.
Ricardo Lewandowski, ministro da Justiça, anuncia investimento em presídios federais, no Palácio da Justiça. Brasília (DF), 15 de fevereiro de 2024 - Sputnik Brasil, 1920, 24.03.2024

Notícias do Brasil

Caso Marielle: Lewandowski diz que a PF apontou mandantes, executores e intermediários

A denúncia foi apresentada na terça-feira (7) no processo sigiloso que tramita no Supremo Tribunal Federal (STF). Os acusados estão presos desde o dia 24 de março, por ordem do relator do caso, ministro Alexandre de Moraes.
Os três são acusados de planejar e ordenar a morte da vereadora Marielle Franco e do motorista Anderson Gomes. Eles negam participação no crime.

Negação

Em abril, Chiquinho Brazão se defendeu dizendo ser inocente. A declaração foi dada durante uma reunião do Conselho de Ética da Câmara dos Deputados, que julga a cassação do seu mandato.
Deputado federal Chiquinho Brazão durante discussão de projetos na Câmara Federal, em Brasília (DF) - Sputnik Brasil, 1920, 10.04.2024

Notícias do Brasil

Caso Marielle: Câmara decide manter prisão do deputado federal Chiquinho Brazão

Chiquinho disse esperar uma retratação dos colegas quando provasse sua inocência.

Expulso do União Brasil

Após a repercussão do caso, no final de março, o União Brasil decidiu, por unanimidade, expulsar Chiquinho da sigla.
De acordo com a Polícia Federal (PF), a morte de Marielle foi um crime idealizado pelos irmãos Domingos e Chiquinho Brazão.

ÚLTIMAS NOTÍCIAS