24.5 C
Brasília
quinta-feira, 13 junho, 2024

Cacá Diegues: Chico foi vítima da intolerância burra

Depois do escritor e tradutor Eric Nepomuceno , o cineasta Cacá Diegues também se posicionou sobre o episódio da agressão promovida por um grupo de playboys de comportamento fascista contra o maior artista brasileiro: o cantor e compositor Chico Buarque.

Em artigo reproduzido no Jornal O Globo neste domingo (27), o cineasta afirma que “a quase uníssona acusação era a de sua preferência partidária, uma escolha pessoal e cívica de cada cidadão livre. Gentilmente, com a cordialidade que o caracteriza, Chico atravessou a rua e foi tentar conversar com os rapazes. Mas eles não queriam ouvir argumentos ou discutir ideias, apenas desqualificavam o interlocutor que não pensava como eles, uma censura tipicamente autoritária ao pensamento do outro”, disse Diegues..

Diegues afirmou ainda que a democracia brasileira está sendo ameaçada por “setores radicalizados da população” e se posicionou contra o impeachment. “É preciso reconhecer que Dilma Rousseff não fez um só gesto, nem emitiu uma só frase que enfraquecesse o processo democrático no país”.

Fonte: Brasil 247

ÚLTIMAS NOTÍCIAS