24.5 C
Brasília
sábado, 25 maio, 2024

Boris Johnson se opõe a quaisquer negociações entre Rússia e Ucrânia

© AP Photo / Kirsty O’Connor

O primeiro-ministro cessante britânico, Boris Johnson, ao longo de sua visita à capital ucraniana Kiev, se manifestou contra as negociações com a Rússia e as tentativas de normalizar as relações com Moscou.

“Devemos lutar contra qualquer tentativa proposta de normalizar as relações com [o presidente russo Vladimir] Putin. […] Também sabemos que não é o momento para promover algum plano superficial de negociações com a parte que não está interessada. Não se deve realizar negociações com o urso que está comendo a sua perna”, afirmou Johnson durante uma coletiva de imprensa em Kiev.

Conforme o político britânico, o presidente russo Putin “não propõe negociações”.

“Mas mesmo se ele propusesse, não sei como o povo ucraniano poderia realizar negociações nas condições atuais”, acrescentou Johnson.

Anteriormente, o porta-voz do presidente russo, Dmitry Peskov, afirmou que a delegação ucraniana “saiu do radar” das negociações com a Rússia. No presente momento, não há negociações nem sinais delas. O primeiro-vice-embaixador russo na ONU, Dmitry Polyansky, sublinhou que Kiev não mostra sinais de prontidão para abordar as negociações com Moscou de forma responsável.
Ministro das Relações Exteriores turco, Mevlut Cavusoglu, durante coletiva de imprensa após negociações entre Turquia e Rússia em Ancara, em 8 de junho de 2022 - Sputnik Brasil, 1920, 23.08.2022

ÚLTIMAS NOTÍCIAS