Brasília, 6 de agosto de 2022 às 07:00
Selecione o Idioma:

Sem Titulo

Postado em 01/09/2017 7:05

Bolívia rejeita ataque econômico dos EUA contra Venezuela

.

Caracas, 01 Sep. AVN.- O Estado Plurinacional da Bolívia rejeitou o bloqueio financeiro contra a Venezuela imposto pelo presidente dos Estados Unidos, Donald Trump, que proíbe todos seus parceiros comerciais e as empresas estadunidenses ou com capital no país realizar qualquer decreto com Petróleos de Venezuela (Pdvsa), principal empresa dos venezuelanos.
Em nota, a Bolívia solicitou que o governo dos EUA renuncie a estas ameaças que atentam contra a paz da Venezuela.
Veja abaixo o comunicado na íntegra:
O Ministério das Relações Exteriores do Estado Plurinacional da Bolívia, em nome do Governo e do povo boliviano, expressa seu enérgico rechaço à Ordem Executiva do Presidente dos Estados Unidos da América, Donald Trump, de 25 de agosto de 2017, mediante a qual impôe sanções financeiras ao povo e governo venezuelano, que tentam asfixiar a economia desse país e atentam contra o direito do povo venezuelano a ter acesso a produtos básicos, em especial alimentos e medicamentos.
A Bolívia reitera seu desacordo respeito à imposição de sanções unilaterais, no âmbito do respeito aos princípios de não ingerência nos assuntos internos e defesa da soberania dos Estados.
Assim mesmo, expressa sua solidariedade e incondicional apoio à irmã República Bolivariana da Venezuela e faz um chamado ao Governo dos Estados Unidos a desistir deste tipo de agressões financeiras, que longe de contribuir para a paz e estabilidade dos venezuelanos, aprofundam a difícil situação na qual se encontram.

Comentários: