14.5 C
Brasília
quinta-feira, 18 julho, 2024

Bolívia: Evo Morales diz que declarações do presidente sobre tentativa de golpe militar são falsas

© CLAUDIO CRUZ

Sputnik – O ex-presidente Evo Morales afirmou que as declarações do governo de Luis Arce sobre uma tentativa de golpe militar na última semana são falsas e solicitou uma investigação independente de todos os detalhes do incidente neste domingo (30). Antigos aliados, Arce e Morales se tornaram adversários ferrenhos.

“O presidente Luis Arce enganou e mentiu para o povo boliviano e para o mundo inteiro. Infelizmente, um tema tão delicado como um golpe está sendo usado. Nessas circunstâncias, devo pedir desculpas à comunidade internacional pela preocupação causada e agradecer-lhes pela solidariedade com nosso país. É importante que uma investigação completa e independente demonstre a verdade desse fato”, publicou Morales em sua conta no X.

Na última quarta-feira (26), militares bolivianos liderados pelo general Juan José Suniga bloquearam a Praça Murillo, onde ficam os prédios do governo em La Paz, com veículos blindados e ainda exigiram a restauração da democracia, a libertação de presos políticos e a nomeação de um novo governo.
Após derrubarem a porta do palácio presidencial com um veículo blindado, o presidente Luis Arce se encontrou com Suniga e ordenou que os soldados se retirassem. Em resposta à desobediência, o presidente nomeou uma nova liderança militar, que ordenou aos rebeldes que deixassem a praça na capital.
O presidente da Bolívia respondeu a Morales e pediu que o adversário não cometesse erros de julgamento e aceitasse os fatos.
Ministro da Defesa da Bolívia, Edmundo Novillo, em uma conferência de imprensa em 25 de julho de 2023 - Sputnik Brasil, 1920, 27.06.2024

Panorama internacional

Forças externas podem ter provocado tentativa de golpe na Bolívia, diz ministro da Defesa boliviano

“Evo Morales, não erre novamente! É evidente que o que aconteceu em 26 de junho foi uma tentativa frustrada de golpe militar na Bolívia. Não se alinhe com o fascismo que nega o que aconteceu! Os culpados que tentaram tomar o poder pela força das armas serão responsabilizados e enfrentarão julgamento, assim como os instigadores do golpe de Estado de 2019. Memória, verdade e justiça”, declarou Arce também no X.

Segundo o ministro do Interior, Carlos Eduardo del Castillo, as ações dos rebeldes eram planejadas desde maio, conforme testemunhos e dados obtidos durante a investigação.
Entre os detidos pelos organizadores da preparação e planejamento do golpe, além de Suniga, estão o vice-almirante e ex-comandante da Marinha, Juan Arnes Salvador, o sociólogo e especialista em gestão estratégica Aníbal Aguilar Gomes, e o cidadão Juan Mario Paulsen Sandino. Atualmente, 21 pessoas estão sob custódia.

ÚLTIMAS NOTÍCIAS