24.5 C
Brasília
quinta-feira, 13 junho, 2024

Bolívia aguarda chegada de bombeiros da Venezuela

La Paz, 20 nov (Prensa Latina) O ministro da Defesa da Bolívia, Edmundo Novillo, garantiu hoje em entrevista coletiva que a Venezuela enviará 30 bombeiros especializados em incêndios florestais em resposta ao pedido de ajuda internacional do país serrano.

Diante dos acidentes que atingiram os departamentos de Beni, Santa Cruz e norte de La Paz com grave impacto na qualidade do ar, o governo nacional determinou neste domingo redobrar os esforços de enfrentamento com a adesão de todos os ministérios ao Comando de Incidentes e solicitando apoio estrangeiro.

Novillo anunciou que o reforço venezuelano chegará esta noite e amanhã se deslocarão para Rurrenabaque, em Beni.

“(…) Decidimos redobrar os nossos esforços e a primeira decisão que tomamos é que todos os ministérios se coloquem à disposição do Ministério da Defesa e do Comando de Incidentes para responder aos incêndios de forma mais atempada”, afirmou após uma reunião de gabinete reunião convocada pelo presidente, Luis Arce.

Acrescentou que através do Itamaraty foi acionado o pedido de cooperação internacional à França, Chile, Venezuela e Brasil com o objetivo de alcançar ações mais imediatas nas áreas afetadas, e espera-se que entre esta segunda-feira e amanhã os primeiros resultados sejam divulgados. estar disponível.

Novillo também anunciou que o Ministério do Governo ativou a sua rede de inteligência em algumas áreas devido a denúncias de que vários destes incêndios são provocados intencionalmente.

O Ministério da Saúde, por sua vez, reiterou a decisão de tomar precauções relativamente à situação sanitária, nomeadamente nas cidades e regiões onde existem elevados níveis de poluição por fumo.

Através desta pasta, será coordenado com o Serviço Departamental e a Direcção Municipal de Saúde de Santa Cruz para fazer face aos efeitos da contaminação ambiental, foi informado.

Da mesma forma, foi recomendado que gestantes, pessoas com doenças de base, pacientes cardiovasculares e idosos permanecessem em casa, bem como crianças em idade escolar de zero a 13 anos.

Da mesma forma, foi sugerido evitar esportes e atividades físicas ao ar livre e o uso de veículos particulares para reduzir a poluição em Santa Cruz.

“Também foi emitida a Resolução Ministerial 154.523, que define uma série de medidas de prevenção e contingência para mitigar os efeitos da poluição do ar nos espaços de trabalho”, acrescentou Novillo.

Relativamente ao sistema educativo, foi determinada a suspensão do trabalho escolar para preservar a saúde de meninos e meninas em Santa Cruz, Beni e regiões afetadas pelos incêndios.

As Forças Armadas, por sua vez, redobrarão os esforços para apagar as chamas e acrescentarão um helicóptero Eco Charlie neste tipo de missões, principalmente em Santa Cruz, Beni e no norte de La Paz, concluiu Novillo.

ÚLTIMAS NOTÍCIAS