12.5 C
Brasília
domingo, 23 junho, 2024

Bloqueio dos EUA contra Cuba visa privar o povo cubano dos recursos básicos essenciais para a vida

Propaganda contra o embargo econômico imposto pelos EUA à Cuba. Foto: Internet

Washington, 21 de junho (Prensa Latina) O objetivo do bloqueio dos Estados Unidos contra Cuba é sufocar economicamente a ilha e privar seus cidadãos dos recursos básicos essenciais para a vida, afirmou um artigo de opinião aqui publicado hoje.

O texto, publicado no site Common Dreams, narra a experiência de dois jovens americanos que visitaram o país caribenho para participar das comemorações do Dia Internacional do Trabalhador, em 1º de maio, e relata, em primeira mão, os estragos causados ​​pelo cerco mantido por sucessivas administrações de Washington.

Como membros da coorte de jovens da organização Codepink, disseram os signatários Eli Smith e Kaitlin Blanchard, nosso objetivo era entender o sistema político cubano, o bloqueio dos Estados Unidos e seus impactos na vida cotidiana.

Eles evocaram em seu artigo como em 1960, após o triunfo da Revolução Cubana, um memorando do Secretário de Estado Adjunto para Assuntos Interamericanos dos Estados Unidos recomendava fazer sofrer o povo caribenho.

Na ocasião, notaram, o funcionário disse que se os Estados Unidos quisessem conter a ascensão do comunismo em seu quintal, teriam que negar “dinheiro e suprimentos, diminuir os salários monetários e reais, causar fome, desespero e uma derrubada do governo.” ”.

Foi então imposto um bloqueio que ainda restringe a entrada de produtos necessários e impede que outros países os vendam à ilha, afirmaram no texto intitulado O bloqueio econômico dos Estados Unidos a Cuba é pior do que se pensa.

Além disso, acrescentaram, a administração do atual presidente, Joe Biden, mantém o arquipélago numa lista de Estados patrocinadores do terrorismo, o que restringe ainda mais o seu desenvolvimento económico.

“O objetivo dessas políticas está explícito no memorando de 1960: os Estados Unidos estão tentando privar Cuba do socialismo. O propósito da política americana é criar miséria e isso é exibido com orgulho no site do Departamento de Estado.”

Os jovens também revisaram sua jornada por bairros humildes em transformação, onde puderam ver como os moradores desenvolvem suas próprias comunidades para ter melhor acesso a assistência médica, alimentação e outros serviços.

“Os cubanos da ilha estão traçando seu próprio caminho para longe da hegemonia dos Estados Unidos, e é claro que a política dos Estados Unidos é um esforço para negar-lhes esse direito”, afirmaram.

Eles também concluíram que os 150 jovens dos Estados Unidos e Canadá que visitaram a ilha no final de abril de 2023 retornaram à sua terra com um profundo compromisso de acabar com um bloqueio que dura mais de 60 anos.

ÚLTIMAS NOTÍCIAS