25.5 C
Brasília
sexta-feira, 1 março, 2024

As Sete Novas Maravilhas do Mundo Moderno

Havana (Prensa Latina) Os votos para eleger as Sete Novas Maravilhas do Mundo Moderno ultrapassaram os 100 milhões e os resultados foram bastante próximos do desejável, mas como era de se esperar, não faltaram críticas e insatisfações.

Por:Alberto Salazar

Editor-chefe da Ásia

Desde o início, o inquérito foi questionado por ter sido realizado por iniciativa de uma empresa privada – New Open World Corporation, do empresário suíço Bernard Weber – e não por uma entidade internacional com competências no caso, como os Estados Unidos. Organização das Nações Unidas para a Educação., Ciência e Cultura (UNESCO).

A forma de seleção também foi contestada, uma vez que os participantes deveriam votar por e-mail no site da corporação ou enviando SMS por meio de telefone pago. O que não impediu que algumas pessoas “vivas” votassem duas ou mais vezes.

Na primeira fase de votação, mais de metade dos países membros da UNESCO tinham pelo menos um monumento em competição, o que rendeu à votação o apoio político de muitos governos.

Na fase final houve protestos do Egito, já que as Pirâmides de Gizé foram retiradas da lista. Os organizadores tentaram encontrar uma saída elegante, atribuindo a estas famosas estruturas o título de Candidato Honorário por ser a única das Sete Maravilhas do Mundo Antigo que permanece de pé.

Também pelo caminho estiveram a Torre Eiffel (França), a Acrópole de Atenas (Grécia), a Capela Sistina (Cidade do Vaticano), a Alhambra (Espanha), Angkor Wat (Camboja), a Igreja de Santa Sofia (Turquia), o Sydney Opera House (Austrália) e Empire State Building (Estados Unidos)…

Além disso, o Kremlin, a Catedral de São Basílio e a Praça Vermelha em Moscou (Rússia), a Catedral de Aachen (Alemanha), o Palácio Imperial de Tóquio (Japão), o Templo Dourado (Índia), Stonehenge (Reino Unido), Castelo de Praga (República Tcheca), o Palácio Ducal (Itália) e o Canal do Panamá.

Alguém pode negar que alguma delas merece ser incluída entre as Novas Sete Maravilhas do Mundo Moderno?

Mas seleções são seleções e no final a lista foi composta por Chichén Itzá (México); o Coliseu de Roma (Itália); a estátua do Cristo Redentor (Brasil); a Grande Muralha da China (China); Machu Picchu, Peru); Petra (Jordânia); e o Taj Mahal (Índia). Todos eles também são Patrimônios Mundiais.

Chichén Itzá (México)

Coliseu de Roma (Itália)

Estátua do Cristo Redentor (Brasil)

A Grande Muralha da China (China)

Machu Picchu, Peru)

Petra (Jordânia)

Taj Mahal (Índia)

Os resultados foram anunciados na data cabalística de 7 de julho de 2007 (07/07/07) numa grande cerimónia realizada no Estádio da Luz, em Lisboa (Portugal), e transmitida ao vivo para todo o mundo por mais de 160 canais de televisão. de 176 países.

As outras 70 estruturas que até o último minuto disputaram o título de Novas Maravilhas do Mundo Moderno foram:

A Giralda, a Alhambra, a Sagrada Família, Santiago de Compostela, a Mesquita-Catedral de Córdoba, o Museu Guggenheim de Bilbau, o Palácio Real de Madrid e o Aqueduto de Segóvia (Espanha).

As catedrais de Aachen e Colônia, a Igreja de Nossa Senhora de Dresden, o Palácio Neuschwanstein, a Ponte Goeltzschtal e o Estádio Olímpico de Munique (Alemanha).

A Catedral de São Paulo de Londres, a Torre de Londres, o Big Ben, o Observatório de Greenwich, Stonehenge, o London Eye e o Parlamento do Reino Unido (Grã-Bretanha).

A Estátua da Liberdade, a Ponte Golden Gate e o Empire State Building e o Monte Rushmore (Estados Unidos).

A estátua de Bahubali e os templos dourados de Meenakshi Amman, Brihadeshwara, Arunachaleswara Mahabalipuram, Lotus e Ranakpur (Índia)

O Kremlin, a Catedral de São Basílio e a Praça Vermelha em Moscou (Rússia)

A Torre Eiffel, o Monte Saint-Michel e o Palácio de Versalhes (França)

A Acrópole de Atenas e o Estádio Panathinaiko (Grécia)

A Torre de Pisa e o Palácio Ducal (Itália).

A Capela Sistina e a Basílica de São Pedro (Cidade do Vaticano)

As pirâmides de Gizé, o Vale dos Reis e o complexo do templo de Abu Simbel (Egito)

A Cidade Proibida, os Guerreiros de Terracota e o Palácio de Potala (China)

Palácio Imperial de Tóquio e Templo Kiyomizu-dera (Japão)

Castelo de Praga e Ponte Carlos (República Tcheca)

A Ópera de Sydney (Austrália); a Igreja de Hagia Sophia (Türkiye); o Parlamento de Budapeste (Hungria); a ponte Kapellbrücke (Suíça); o túmulo megalítico de Newgrange (Irlanda); a Torre CN (Canadá), as Torres Petrona (Malásia) e a mesquita Djingareyber (Mali).

O complexo do templo Angkor Wat (Camboja); as linhas de Nazca (Peru); o hotel Burj Al Arab (Emirados Árabes Unidos); a histórica cidade de Sanaa (Iêmen); e os moais (estátuas monolíticas) da Ilha de Páscoa (Chile).

Templo Dhammakaya Cetiya (Tailândia); a fortaleza Sigiriya (Sri Lanka), o complexo arqueológico de Teotihuacán (México) e 

ÚLTIMAS NOTÍCIAS