26.5 C
Brasília
terça-feira, 28 maio, 2024

Argentina exige que Reino Unido cumpra mandatos da ONU sobre as Malvinas

Secretário das Ilhas Malvinas do Governo Argentino, Guillermo Carmona, em conferência, 3 de junho de 2022. (Foto: @grcarmonac)

A Argentina volta a sublinhar a sua soberania sobre as Ilhas Malvinas e apela ao Reino Unido para que retome as negociações.

Hispantv – O secretário para Malvinas, Antártica e Atlântico Sul do Itamaraty, Guillermo Carmona, afirmou em um tweet na terça-feira que “o Reino Unido deve cumprir os mandatos da ONU [Organização das Nações Unidas] na Questão das Malvinas. A solução negociada da questão da soberania não é evitável sob o pretexto do resultado de uma guerra”.

Desta forma, Carmona respondeu a um vídeo publicado no mesmo dia pela Ministra dos Negócios Estrangeiros do Reino Unido, Liz Truss, por ocasião do 40.º aniversário do fim do conflito de 74 dias nas Ilhas Malvinas, no qual aponta que as forças armadas britânicas libertaram essas ilhas em 1982 e destaca seu “sacrifício corajoso para defender os direitos dos ilhéus de determinar seu próprio futuro”.

O alto funcionário argentino classificou a posição do governo britânico em relação à questão da soberania das Malvinas como “belicista” e destacou que, ao contrário, “a democracia argentina tem demonstrado continuamente sua vocação para a paz e o respeito ao direito internacional por quase 39 anos.

Da mesma forma, reiterou a disposição da Argentina de retomar as negociações para pôr fim às práticas de dominação do Reino Unido nas ilhas. “As Malvinas são argentinas”, disse ele em outro tweet.

Vídeo: Fernández promete luchar hasta recuperar las Malvinas | HISPANTV

 Fernández promete lutar até recuperar as Malvinas | HISPANTV
Vídeo: Fernández promete lutar até recuperar as Malvinas | HISPANTV

O presidente Fernández reitera a soberania da Argentina sobre as Ilhas Malvinas e promete lutar até que este território, ocupado pelo Reino Unido, seja recuperado.

Nesse contexto, lamentou que o povo argentino seja vítima das ações coloniais britânicas e esteja “privado” de determinar livremente uma parte de seu território desde 1833.

Malvinas, uma disputa longe de ser resolvida
Desde 1833, Buenos Aires e Londres estão envolvidos em uma disputa territorial pelas Malvinas, ocupadas pelos britânicos. O conflito causou uma guerra de 74 dias em 1982, na qual morreram 649 soldados argentinos e outros 255 britânicos.

A Argentina reivindicou a soberania sobre as ilhas em vários fóruns internacionais e em 1965 conseguiu que a Assembleia Geral da ONU convocasse ambos os países a entrarem em negociações “sem demora” para encontrar uma solução pacífica para a disputa.

Argentina denuncia usurpação britânica das Malvinas perante a OEA

Por outro lado, o lado britânico, apesar dos insistentes pedidos do governo argentino, nunca mais voltou à mesa de diálogo. “[As ilhas] prosperam como parte da família britânica”, argumentou Liz Truss em fevereiro.

ÚLTIMAS NOTÍCIAS