20.5 C
Brasília
sábado, 20 abril, 2024

Argentina e Colômbia encerram conflito diplomático e anunciam retorno de embaixadores

© AP / Natacha Pisarenko / Paul White

Sputnik – Argentina e Colômbia resolveram suas divergências e anunciaram o retorno de seus respectivos embaixadores, marcando o fim do conflito diplomático desencadeado por comentários polêmicos do presidente argentino, Javier Milei, sobre seu homólogo colombiano, Gustavo Petro.

Em comunicado conjunto divulgado na noite de domingo (31), os governos argentino e colombiano anunciaram o retorno do embaixador colombiano Camilo Romero a Buenos Aires e a aprovação do novo embaixador argentino proposto para Bogotá.
Além disso, o governo argentino revelou a visita da chanceler Diana Mondino à Colômbia.
O comunicado destacou as conversas construtivas realizadas entre os dois países para fortalecer as relações bilaterais, ressaltando a importância de fortalecer os laços políticos, comerciais, culturais e institucionais entre os dois povos.
Ambas as nações expressaram sua determinação em “superar quaisquer diferenças pendentes” e em fortalecer a relação de cooperação. O mesmo havia sido feito em 29 de março com os respectivos representantes do México.
Os presidentes Javier Milei, da Argentina, e Gustavo Petro, da Colômbia - Sputnik Brasil, 1920, 26.01.2024

Panorama internacional

‘Comunista assassino’: governo da Colômbia responde declarações de Milei contra Petro

A tensão diplomática entre Argentina e Colômbia havia escalado após o presidente argentino, Javier Milei, proferir comentários controversos sobre Gustavo Petro em uma entrevista, chamando-o de “assassino terrorista”.
Em resposta, Bogotá retirou seu embaixador em Buenos Aires e ordenou a expulsão de vários funcionários argentinos, incluindo o embaixador Gustavo Alejandro Dzugala.

O conflito entre os dois países se intensificou após a vitória de Milei na Argentina, quando Petro lamentou a ascensão da “extrema direita” no país em uma postagem nas redes sociais.

ÚLTIMAS NOTÍCIAS