Brasília, 11 de maio de 2022 às 14:04
Selecione o Idioma:

Argentina

Postado em 03/08/2020 5:46

Argentina: Celina Zeigner, fundadora da Madres de Plaza de Mayo, morre

.

Buenos Aires, 3 de agosto (Prensa Latina) Grupos de direitos humanos se despedem hoje na Argentina de uma das integrantes fundadoras das Madres de Plaza de Mayo, Celina Zeigner de Kofman, que deixou sua marca naquela associação na província de Santa Fé.
No twitter, as mensagens se sucedem e o nome de Queca, como eles a batizaram carinhosamente, é replicado, como aquelas imagens com seu lenço branco, símbolo das Mães e a foto de um de seus filhos, Jorge Oscar Kogman, sequestrada e desaparecida. apenas 23 anos em Tucumán, durante a última ditadura militar (1976-1983).

Nascida em Entre Ríos, Queca, falecida nesta segunda-feira aos 96 anos, tornou-se referência para as mães na província de Santa Fé e também na luta pela justiça social e pelo respeito aos direitos humanos.

Muitos se lembram do amor que ele professava, apesar dos golpes da vida, mas, acima de tudo, suas bravas denúncias no meio da ditadura e sua militância na luta pelas causas mais justas e pela memória de seu filho Jorge Oscar.

Por profissão, Celina Kofman era membro das Madres de 1978 a 2000, quando era responsável pelas ex-afiliadas de Concordia e Santa Fé. ‘Celina (Queca) Kofman, líder histórica das Madres de Plaza de Mayo de Santa Fe, morreu. mulher lutadora, militante dos direitos humanos, um exemplo de vida e força. Sempre lembraremos dela em todas as lutas.

Até sempre, Queca ‘, escreveu um dos vários internautas movidos por sua partida física.

Comentários: