19.5 C
Brasília
domingo, 3 março, 2024

Argélia e Itália assinam um novo acordo para fortalecer a cooperação em segurança entre os dois países

El Moujahid – A Argélia e a Itália assinaram, na quinta-feira )01/02), um novo acordo para reforçar a cooperação em segurança entre os dois países para adaptá-la aos desafios atuais e às novas formas de criminalidade transfronteiriça, incluindo o tráfico de drogas e o crime eletrônico, e a migração econômica, ilegal e o tráfico de seres humanos.

O acordo foi assinado no Centro Internacional de Conferências Abdelatif-Rahal (CIC) (Argel), pelo Ministro do Interior, Autoridades Locais e Planeamento Regional, Sr. Brahim Merad e pelo seu homólogo italiano, Sr.

No final da cerimónia de assinatura, Merad afirmou que este acordo “reflete concretamente o desejo sincero do Presidente da República, Sr. Abdelmadjid Tebboune e do seu homólogo italiano, Sr. Sergio Mattarella, manifestado durante as visitas trocadas durante os últimos anos, e visa relançar a cooperação entre os dois países que mantêm profundas relações históricas marcadas por bons laços de vizinhança e cooperação em diversas áreas.

Destacou ainda “a revisão do acordo de segurança assinado pelos dois países em 1999 no sentido de o adaptar aos vários desafios atuais e às novas formas de criminalidade transfronteiriça”, sublinhando que no novo acordo foi introduzida uma cláusula, relativa “à coordenação de esforços para combater o tráfico de droga e de produtos psicotrópicos, o tráfico de seres humanos, a migração ilegal” e a criminalidade eletrônica e económica”, além de “garantir infraestruturas”.

No âmbito deste acordo, pretendeu-se também “reforçar a cooperação entre os órgãos policiais e de proteção civil dos dois países”, ao “garantir a coordenação contínua e a avaliação da eficiência das atividades conjuntas”.

Saudando os esforços envidados pelo Exército Popular Nacional (ANP) e outras forças de segurança na luta contra o crime e a migração ilegal, o Sr. Merad sublinhou que este novo acordo com a Itália é “muito importante”, considerando dado, disse ele, “o estratégico situação da Argélia que a torna o portal de África, e da Itália, considerada como o portal da Europa”, além “da cooperação estreita e fecunda entre os órgãos policiais e de proteção civil dos dois países.

O ministro saudou ainda “o apoio da Itália à Argélia durante a gloriosa Guerra de Libertação Nacional e o período difícil que atravessou na década de 1990”, notando “uma convergência de pontos de vista entre as duas partes na luta contra o crime em todas as suas formas”.

Por sua vez, o ministro italiano indicou que este acordo é de “extrema importância”, capaz de oferecer “um amplo quadro de cooperação entre os órgãos de segurança e de polícia dos dois países para fazer face aos vários crimes graves”, acrescentando que foi acordado “na rápida implementação deste acordo de segurança”.

O ministro italiano elogiou ainda “o profissionalismo dos órgãos policiais e de proteção civil da Argélia”, elogiando também “os esforços feitos pela Argélia na luta contra o crime em todas as suas formas”.

Piantedosi destacou a “profunda amizade e estreita cooperação” entre os dois países, descrevendo a Argélia como “um parceiro importante para a Itália em todas as questões estratégicas, particularmente na região do Mediterrâneo”.

ÚLTIMAS NOTÍCIAS