21.5 C
Brasília
domingo, 19 maio, 2024

Apesar de Bolsonaro, estão em alta as exportações brasileiras para a Venezuela

© AFP 2022 / WENDERSON ARAUJO

 

Lucro do comércio entre Brasil e Venezuela em 2022 pode bater recorde da gestão Bolsonaro

Sputnik – Os produtores agrícolas brasileiros voltam a exportar alimentos para a Venezuela, apesar do governo de Jair Bolsonaro (PL) rejeitar laços mais fortes com o país vizinho.
Dados oficiais do Ministério da Economia revelam que as exportações do Brasil para a Venezuela ganharam um novo ritmo desde o ano passado, com os produtores brasileiros inundando o mercado venezuelano com milho, carne e bolachas em geral.
O volume é ainda baixo comparado ao que o Brasil chegou a exportar em 2012, quando o fluxo superou a marca de US$ 5 bilhões (R$ 25,4 bilhões). Naquele momento, o mercado venezuelano era o oitavo maior destino de vendas nacionais e a contração de exportações.
Em 2019, houve um retrocesso e os valores desabassem. Em 2016, o Brasil tinha exportado US$ 1,6 bilhão (R$ 8,1 bilhões). Em 2019, no primeiro ano do atual presidente brasileiro no poder, o volume caiu para apenas US$ 420 milhões (R$ 2,14 bilhões).

Presidente da Rússia, Vladimir Putin, acompanhado do presidente brasileiro, Jair Bolsonaro (fora da foto), durante declaração à imprensa em 22 de fevereiro de 2022 - Sputnik Brasil, 1920, 08.08.2022

Notícias do Brasil

Rússia praticamente dobrou exportações para o Brasil, diz Ministério da Economia

No ano passado, o Brasil voltou a exportar uma vez mais acima de US$ 1 bilhão (R$ 5,09 bilhões) para o mercado venezuelano. Em 2022, esse montante deve ser amplamente superado. Até junho, o país já havia exportado mais de US$ 713 milhões (R$ 3,63 bilhões).
Os alimentos e produtos agrícolas puxaram a alta. As vendas de óleo de soja brasileiro, até julho, somavam mais de US$ 120 milhões (R$ 611,6 milhões).
Preparações alimentícias saltaram de US$ 4 milhões (R$ 20,3 milhões) em 2019 para US$ 75 milhões (R$ 38,2 milhões) em 2022. Os enchidos de carne passaram de uma exportação inexistente para US$ 54 milhões (R$ 275,2 milhões) neste ano.

Colheita de soja em Salto do Jacuí, no Rio Grande do Sul, em 7 de abril de 2021 - Sputnik Brasil, 1920, 11.08.2022

Notícias do Brasil

Após acordo sobre fertilizantes com Rússia, safra brasileira de 2022 atingirá recorde histórico

Os dados do açúcar são os mais expressivos. Após cair para apenas US$ 19 milhões (R$ 96,8 milhões), em 2019, em apenas sete meses deste ano, eles já somam US$ 48 milhões (244,6 milhões). Saltos impressionantes também foram registrados no comércio do milho, margarina e bolachas brasileiras.
As importações ao Brasil de produtos venezuelanos também tiveram uma alta substancial. De US$ 80 milhões (R$ 407,7 milhões) no primeiro ano do governo Bolsonaro, até julho de 2022, já está em US$ 176 milhões (R$ 897,1 milhões).

Presidente Jair Bolsonaro durante videoconferência com o Presidente da Argentina, Alberto Fernández - Sputnik Brasil, 1920, 10.06.2021

Notícias do Brasil

Bolsonaro compara Fernández a Maduro após fala de presidente argentino: ‘Para eles não tem vacina’

ÚLTIMAS NOTÍCIAS