19.5 C
Brasília
domingo, 3 março, 2024

‘Antigos colonizadores estão furiosos com o retorno da Rússia à África’, diz Medvedev

Sputnik – O vice-presidente do Conselho de Segurança da Rússia e ex-presidente, Dmitry Medvedev, disse nesta quarta-feira (13) que países europeus que colonizaram vários territórios africanos e ainda tentam impor seus interesses nas ex-colônias estão “furiosos” com a presença cada vez maior da Rússia no continente.

“Muitos países, comumente chamados de colonizadores, apenas saquearam. E ainda acreditam que é assim que deve ser. Estão furiosos com a Rússia por estar retornando à África após um período de ausência, porque temos excelentes relações com a absoluta maioria dos países africanos”, disse ele a Sputnik.

Medvedev acrescentou que os antigos países colonizadores “querem que as coisas sejam como eram antes, para que sejam superiores, e é claro que isso causa um completo desentendimento por parte dos países africanos”.
Exemplo mais recente dessa integração que preocupa tanto alguns países europeus é o Congresso Internacional “África Busca Soluções”, que está sendo realizado na cidade russa de São Petersburgo, com representantes de mais de 40 países até sexta-feira (15).
No discurso de boas-vindas na abertura do congresso internacional, o ministro das Relações Exteriores da Rússia, Sergei Lavrovanunciou que a Rússia ajudará os países africanos a obterem controle independente da extração e o desenvolvimento de seus recursos.
Durante o congresso, foi assinado um acordo para a criação de um consórcio de universidades técnicas de 42 países.
Grãos são comercializados em mercado de rua na Nigéria, país que vive uma intensa guerra civil. Kano, 14 de julho de 2023 - Sputnik Brasil, 1920, 08.12.2023

Panorama internacional

Fome na África: para analista, potências ocidentais têm interesse na ‘instabilidade’ do continente

“A Rússia está pronta para compartilhar conhecimento e experiência com os amigos africanos e apoiar, de maneira geral, o desejo deles de obter soberania econômica, incluindo no campo do gerenciamento ambiental”, declarou o ministro das Relações Exteriores russo.
geologia e a exploração mineral estão entre os setores-chave nas principais parcerias bilaterais recentes entre Rússia e África. No início de novembro, a empresa estatal russa RosGeo e o Ministério de Mineração do Sudão do Sul assinaram um acordo para mapear os depósitos de recursos naturais no Estado africano, conforme relatado pela mídia russa.

Cúpula Rússia-África

Nos últimos tempos, a Rússia aumentou significativamente seus contatos diplomáticos e comerciais com a África. Diante desse contexto, a Segunda Cúpula Rússia-África, que teve lugar entre os dias 27 e 28 de julho, presenciou diversas reuniões de negócios, assim como novos contornos nas relações políticas entre as duas partes.
Trigo África capa - Sputnik Brasil, 1920, 02.12.2023

Ajuda humanitária: como a Rússia cumpre seu dever perante a África?
Na ocasião, o presidente russo, Vladimir Putin, garantiu que a Rússia mandaria remessas de grãos russos para seis países africanos como ajuda humanitária.

No mesmo encontroPutin anunciou que moscou restabeleceria sua presença diplomática em Burkina Faso e na Guiné Equatorial após um hiato de 30 anos. A reabertura da embaixada russa na Guiné Equatorial, prevista para ocorrer ainda neste ano, é apenas uma entre outras que serão abertas, segundo o Ministério das Relações Exteriores da Rússia, para aumentar a cooperação entre Moscou e as nações africanas.

ÚLTIMAS NOTÍCIAS