22.5 C
Brasília
terça-feira, 18 junho, 2024

Antes de encontro com Biden, Lula vai a Cuba para participar do G77

© AFP 2023 / Gianluigi Guercia

Sputnik – No dia 15 de setembro o presidente Luiz Inácio Lula da Silva chegará a Cuba antes de seguir para Nova York, onde participará da Assembleia Geral da ONU do dia 16 ao 22. Antes disso, entre os dias 7 e 11, o mandatário estará na Índia para reunião do G20.

Em Havana, Lula participará de uma agenda do chamado G77, grupo que congrega os países em desenvolvimento. Esta será a segunda agenda bilateral entre Lula e o presidente cubano, Miguel Díaz-Canelrelembra O Globo.
O G77 nas Nações Unidas é uma coalizão de nações em desenvolvimento, que visa promover os interesses econômicos coletivos de seus membros e criar uma maior capacidade de negociação conjunta na ONU.
Duas semanas antes, o assessor para assuntos internacionais do Palácio do Planalto, Celso Amorim, esteve na capital cubana e encontrou com Díaz-Canel. Na época, Amorim disse que o Brasil busca “uma relação de grande amizade” com o país.
Em 2022, o comércio bilateral entre Brasília e Havana totalizou US$ 292,6 milhões (1,4 bilhão), tendo registrado um aumento de 60,3% em relação a 2021. Em 2023, entre janeiro e maio, as exportações, importações e balança comercial registram um superávit para o Brasil de US$ 67,7 milhões (cerca de R$ 329 milhões).
Miguel Díaz-Canel, presidente de Cuba, se reúne com Celso Amorim, assessor especial do presidente brasileiro Lula da Silva, em Havana, Cuba, 18 de agosto de 2023 - Sputnik Brasil, 1920, 19.08.2023

Panorama internacional

Brasil e Cuba buscam retomar as relações bilaterais, diz Amorim em visita a Havana

Nos dias em que estará em Nova York, Lula vai ter uma reunião bilateral com o presidente norte-americano, Joe Biden, e defenderão melhores condições de trabalho nos dois países, segundo o ministro do Trabalho, Luiz Marinho, escreve o jornal.
Marinho disse nesta segunda-feira (28) que os dois líderes “vão lançar uma espécie de manifesto” sobre a necessidade de melhorar as relações trabalhistas, ambiente de trabalho e remuneração.
Durante a reunião, que acontecerá no dia 19, Lula vai abordar com Biden a questão do Conselho de Segurança da ONU, organismo do qual a chancelaria defende uma reforma e ampliação.
Ontem (29), o presidente brasileiro afirmou que “estou há mais de 15 anos brigando pela participação no Conselho de Segurança. Agora vou falar com meu amigo Biden ‘você pode tratar de começar a defender o Brasil'”, disse Lula.
O presidente Luiz Inácio Lula da Silva, conduz uma coletiva de imprensa após a conclusão da Cúpula do BRICS de 2023 no Leonardo Hotel em Sandton, Joanesburgo, 24 de agosto de 2023 - Sputnik Brasil, 1920, 29.08.2023

Notícias do Brasil

Lula diz que vai falar com Biden sobre reforma no Conselho de Segurança da ONU

Os dois líderes coordenam políticas diferentes para assuntos de política externa como o conflito na Ucrânia ou a aproximação com a China, mas autoridades brasileiras ouvidas pelo jornal disseram que os líderes estão em sintonia no apoio aos sindicatos em seus países.

ÚLTIMAS NOTÍCIAS