14.5 C
Brasília
quinta-feira, 18 julho, 2024

Alma Plus, meio de comunicação alternativo à mentira, nasceu em Caracas

Caracas, 2 de julho (Prensa Latina) Um meio de comunicação chamado Alma Plus nasceu na Venezuela com o objetivo de servir de ponte entre a América Latina e outras regiões do mundo e reivindicar a luta que nosso povo trava hoje pela verdade.

O novo órgão de comunicação funciona em princípio como um portal web no endereço: https://www.almaplus.tv/, e num futuro não muito distante se tornará um canal de televisão internacional, informou o coordenador geral no seu lançamento. Érika Ortega.

O jovem jornalista explicou que Alma Plus.TV unirá os povos da América Latina e do Caribe, com os de outras latitudes do Sul Global, África, Ásia e Oriente Médio.

Salientou que a equipa de trabalho – composta maioritariamente por jovens mulheres e homens “com muita experiência” – colocou literalmente a alma na promoção deste projecto, que se dedica “ao compromisso com a verdade das pessoas do mundo que lutar pela sua liberdade.” autodeterminação.”

Ortega comentou as características do meio digital, que considerou “novo e inovador” e que visa atingir os jovens do mundo, especialmente os que falam espanhol, embora chegue aos de outras línguas, observou.

Anunciou que em cerca de oito meses se tornarão um canal internacional de televisão por satélite que terá correspondentes não só em sua sede em Caracas, mas também em outros países da região como Argentina, Bolívia, México e Cuba.

Sublinhou que utilizará a análise de dados e a Inteligência Artificial, com o objectivo de os colocar ao serviço da luta popular.

Em declarações à Prensa Latina, o responsável do portal Yanet Zaramera declarou que Alma se nutre de todas as experiências e lutas e, como novo meio, tentará “motorizar uma forma cada vez mais dinâmica de se aproximar das pessoas e chegar com a mensagem”.

Indicou que têm como princípio o ideal que administram a Agência Prensa Latina, a Telesur e outros meios de comunicação, que concordam com a necessidade de falar conosco em nossa própria língua, de nos reconhecermos, de nos vermos como somos e de resgatar tudo o que é invisível ou manipulado dos centros de poder comunicacional.

nascido-em-caracas-alma-mais-imprensa-alternativa-para-a-mentira

Viemos tentar de alguma forma revolucionar a forma como comunicamos e todos temos que aprender a relacionar-nos e a unir forças porque as grandes potências do poder económico, político e militar têm na comunicação uma das suas extraordinárias fontes de poder, afirmou.

Acrescentou que esta capacidade se traduziu na vantagem de podermos penetrar culturalmente nas nossas cidades, razão pela qual “é um dos cenários de batalha mais tremendos que temos”.

ÚLTIMAS NOTÍCIAS