Brasília, 2 de julho de 2022 às 03:09
Selecione o Idioma:

Internacional

Postado em 20/05/2022 8:58

Alemanha e Itália ‘dão sinal verde’ para comprar gás russo pagando em rublos

.

© Sputnik / Vitaly Timkiv

Sputnik – Os governos de Alemanha e Itália disseram aos empresários de seus países para abrir contas em rublos para pagar o gás russo sem violar sanções.
Empresas na Alemanha e na Itália foram informadas de que podem abrir contas em rublos para comprar gás russo sem violar as sanções impostas contra a Rússia, informou a Reuters citando fontes.

Duas fontes disseram na sexta-feira (20) que os importadores de gás alemães foram informados por Berlim, que coordenou a questão com a União Europeia (UE), que eles podem abrir contas em rublos, embora os pagamentos não devam ser feitos ao Gazprombank na moeda russa.

Uma fonte do governo disse à Reuters que Roma também coordenou com a Comissão Europeia como comprar gás russo legalmente.

Mais cedo, o vice-primeiro-ministro russo, Aleksandr Novak, disse que os contratos com a Gazprom para fornecimento de gás, que agora devem ser pagos em rublos, foram concluídos com cerca de 54 empresas, sendo que metade delas já abriu contas no Gazprombank para pagamento em rublos.
Unidade compressora de gás natural russo, na Ucrânia - Sputnik Brasil, 1920, 01.05.2022

Panorama internacional

‘Eles não vão admitir’: 10 países da UE compram silenciosamente gás com rublos, diz Hungria

Diplomatas da UE disseram à Reuters que parece que as diretrizes da UE sobre a compra de gás russo foram intencionalmente vagas para permitir que os negócios operem como de costume.
No início deste mês, o porta-voz da Comissão Europeia, Eric Mamer, disse que a UE não mudou suas recomendações em relação aos pagamentos do gás russo, que devem ser feitos na moeda especificada no contrato.
Desde 1º de abril, Moscou começou a aceitar pagamentos de gás de Estados considerados hostis apenas em rublos para fugir de acordos em dólares e euros.
presidente Vladimir Putin esclareceu que a recusa de operar na moeda russa será considerada uma inadimplência nas obrigações contratuais.
Logotipo da empresa estatal Gazprom em posto de gasolina de Moscou, Rússia, 11 de maio de 2022. - Sputnik Brasil, 1920, 17.05.2022

Panorama internacional

UE permite a empresas pagar pelo gás russo com contas na Rússia sem violar sanções, diz Bloomberg

Desde 27 de abril, a Gazprom suspendeu as exportações de combustíveis para a Bulgária e a Polônia por falta de pagamento.
Após o início da operação especial russa para desmilitarizar e desnazificar a Ucrânia, o Ocidente intensificou a pressão das sanções sobre Moscou.
Muitos países anunciaram o congelamento de ativos russos e os apelos para abandonar as fontes de energia se tornaram mais altos.
As sanções provocaram um desequilíbrio na cadeia global de produção, resultando no aumento dos preços dos combustíveis e alimentos.

Comentários: