11.5 C
Brasília
domingo, 14 julho, 2024

Maduro para Noboa: Não abra as portas do Equador ao diabo, EUA

O presidente da Venezuela, Nicolás Maduro.

HispanTV – O presidente venezuelano aconselha o seu homólogo equatoriano, Daniel Noboa, a não permitir a presença militar do “demônio” no seu país, em referência aos Estados Unidos.

Nicolás Maduro fez esse apelo após a visita de uma delegação de altos funcionários dos EUA a Quito, capital do Equador, para lançar a cooperação no domínio da “segurança”.

“ Não abra as portas do seu país ao diabo. Diga-me, Presidente Noboa, povo do Equador, existe um único país no mundo onde os Estados Unidos ajudaram a estabilizar? “, alertou o presidente venezuelano.

Ele também enfatizou que o Comando Sul dos Estados Unidos não trará paz ou segurança ao Equador, mas apenas agravará o caos, a violência e o tráfico de drogas. A presença dos militares dos EUA “procura criar cenários para justificar políticas”.

O presidente Nicolás Maduro lembrou aos EUA que a Venezuela é livre e soberana, portanto, rejeita quaisquer condições imperiais e exige o fim das sanções.

Maduro também classificou essa medida como um “erro crasso” e ofereceu ao seu homólogo equatoriano que seguisse o modelo venezuelano de usar suas próprias forças e recursos para a segurança do país.

“Posso dizer-vos como a Venezuela, com uma doutrina nacional venezuelana, com as suas próprias forças, com os seus próprios esforços, sem a DEA, sem a missão militar norte-americana, a Venezuela construiu as bases para uma nova segurança, respeitando o povo e sem repressão”, apontou.

Os Estados Unidos decidiram enviar o Comando Sul ao Equador sob o pretexto de combater o terrorismo e manter a cooperação com o Governo Noboa no domínio da segurança.

ÚLTIMAS NOTÍCIAS