24.5 C
Brasília
quinta-feira, 13 junho, 2024

Congresso dos EUA em desordem após principal candidato à presidência desistir

© AP Photo / Jose Luis Magana

Sputnik – Após a deposição do presidente da Câmara dos Representantes dos Estados Unidos, Kevin McCarthy (R-CA), o Partido Republicano tem lutado para encontrar um substituto. Em mais um episódio de desordem, o favorito para o cargo, Steve Scalise, (R-LA) abandonou a corrida.

Scalise tem encontrado dificuldades de ganhar apoio da maioria dos republicanos do Congresso estadunidense, tendo vencido por uma pequena margem uma votação de portas fechadas para substituir o posto de Kevin MacCarthy.
Os republicanos, que possuem a maioria dos acentos da Câmara dos Representantes, precisam garantir que seu candidato à presidência do Congresso tenha 217 votos. No entanto, a resistência interna à Scalise tem sido grande. Uma fonte interna afirmou à mídia que o número de deputados que se recusam a votar no candidato chegou a 30 legisladores.
“Tem sido uma grande jornada e ainda há um longo caminho a percorrer. Acabei de compartilhar com meus colegas que estou retirando meu nome como candidato à presidência”, disse Scalise a repórteres nesta quinta-feira (12). A decisão de abandonar a corrida pode abrir caminho para que seu principal rival, o congressista de linha dura Jim Jordan (R-OH), seja eleito presidente da câmara baixa dos EUA.

Desistência revela crise interna no governo norte-americano

O anúncio de Scalise “acabou com as esperanças do partido por um momento de unidade”, afirmou a mídia dos EUA. A votação do ex-líder da Câmara, Kevin McCarthy, durou 15 rodadas de votações. Desde a renúncia de McCarthy, o Congresso estadunidense tem tido dificuldades de desempenhar suas funções, até mesmo as mais básicas como aprovar leis.
Enquanto isso o governo americano lida com um dos momentos mais frágeis tanto domesticamente, quanto no cenário internacional. Sem os deputados do Capitólio, o presidente Joe Biden não consegue aprovar pedidos de ajuda para Israel, que atualmente está em um conflito armado contra os militantes do Hamas.
No âmbito doméstico, os políticos do país enfrentam uma paralisação governamental. O acordo assinado por Scalise e Biden acaba já no próximo mês e um orçamento para 2024 precisa ser decidido, e com isso também a questão da ajuda financeira à Ucrânia, tema que tem dividido o país.
O ex-presidente da Câmara, Kevin McCarthy (R-CA), foi destituído em um ato histórico — a primeira vez que isto ocorreu no Congresso norte-americano —, por ter realizado um pacto secreto com Joe Biden, para evitar o fechamento do governo por falta de orçamento. Em troca, ele garantiu uma breve continuidade da ajuda financeira à Ucrânia, o que lhe trouxe a ira de seus colegas de partido.

Um apoiador do ex-presidente Donald Trump protesta do lado de fora da Trump Tower, em Nova York, em 3 de abril de 2023 - Sputnik Brasil, 1920, 04.10.2023

Panorama internacional

FBI cria nova categoria de terrorismo doméstico para incluir apoiadores de Trump, informa mídia

ÚLTIMAS NOTÍCIAS