9.5 C
Brasília
quarta-feira, 24 julho, 2024

Setor manufatureiro lidera exportações da Guatemala

Cidade da Guatemala, 9 de julho (Prensa Latina) O setor manufatureiro, por seu perfil diversificado, lidera hoje as exportações da Guatemala, seguido pela agricultura, vestuário e têxteis, segundo dados de fonte oficial.

Esta área principal centra-se na eficiência dos processos e na integração de valor na cadeia de abastecimento, explicou o responsável pela Unidade de Inteligência de Mercado da entidade nacional dedicada às vendas globais, Jacobo Pieters.

Destacou a comercialização de produtos como plásticos, alimentos e bebidas, medicamentos, calçados, cosméticos e produtos de higiene, artesanato e outros produtos derivados de madeira.

Irão para mais de 145 países durante 2023, com parceiros importantes como a América Central e os Estados Unidos, sublinhou o responsável da Associação Guatemalteca de Exportadores (Agexport) em declarações ao jornal local Publinews.

Detalhou que os destinos foram El Salvador com 1.208 milhões de dólares, Honduras 1.152 milhões, Nicarágua 704, Estados Unidos 537, Costa Rica 524 milhões e Holanda com 479 milhões.

Estas seis nações – observou Pieters – representavam 72 por cento do valor das exportações das manufaturas chapinianas.

Ele descreveu o crescimento e as projeções ascendentes como positivos, ao mesmo tempo que garantiu o compromisso da sua entidade com as vendas externas e a comercialização de bens e serviços da terra do quetzal.

Sobre possíveis ações para valorizar ainda mais o setor, o responsável pela Unidade de Inteligência de Mercado da Agexport considerou o investimento e a implementação de tecnologias.

Com um mundo cada vez mais digitalizado, acrescentou, a redução marginal dos resíduos.

Insistiu no investimento direto estrangeiro, na análise de dados, na implementação de inteligência artificial, na promoção estrangeira e na participação em eventos comerciais.

Da mesma forma, a diversificação de mercados e parceiros, bem como a implementação de políticas que favoreçam as vendas internacionais.

38 por cento das empresas associadas à Agexport pertencem ao setor transformador, tornando-as o maior grupo empresarial da instituição.

O Banco da Guatemala prevê um aumento económico de 3,5% do produto interno bruto (PIB) como valor central até 2024.

Os seus relatórios indicam que as remessas são o principal impulsionador (contribuindo com 19 por cento do PIB), bem à frente dos restantes sectores.

ÚLTIMAS NOTÍCIAS