Brasília, 17 de setembro de 2021 às 20:09
Selecione o Idioma:

Papo do Dia:

Internacional

Postado em 10/02/2021 9:18

Reino Unido prevê multa e prisão para viajante que descumprir quarentena

.

Multas para quem desrespeitar as novas regras podem chegar a 10.000 libras

DW – Segundo novas regras, passageiros de áreas de risco precisarão ficar dez dias confinados em hotel, tendo que arcar com os custos da hospedagem. Também se torna obrigatória a realização de dois testes após a chegada.

O Reino Unido anunciou nesta terça-feira (09/02) novas regras para a quarentena de passageiros que vierem de países considerados zonas de risco para variantes do coronavírus. As medidas incluem multas de até 10.000 libras e prisão para quem descumpri-las. O objetivo é evitar a disseminação no país de mutações do coronavírus.

As novas normas valem para britânicos ou estrangeiros residentes no Reino Unido e na Irlanda, já que está proibida atualmente a entrada de turistas vindos de países considerados de risco.

“Não peço desculpas pela força dessas medidas porque estamos lidando com uma das maiores ameaças à saúde pública que enfrentamos como nação”, disse o ministro da Saúde britânico, Matt Hancock, ao fazer o anúncio.

A partir da próxima segunda-feira, todos os viajantes que chegarem ao Reino Unido de áreas de risco, entre elas o Brasil, precisarão cumprir quarentena de dez dias em hotéis designados pelo governo, e terão de realizar dois testes de covid-19 durante o  período – um no segundo dia e outro no oitavo dia após a chegada. Se qualquer um dos testes der positivo, eles terão que ficar em quarentena por mais dez dias a partir da data do exame.

Além disso, todos os testes positivos serão automaticamente submetidos a sequenciamento genético para verificar a possibilidade de se tratar de uma mutação do coronavírus.

O governo informou que, inicialmente, reservou 4.600 quartos em 16 hotéis, que serão fechados para outros hóspedes que não estejam em quarentena.

Os viajantes terão de arcar com os custos da estadia durante a quarentena. Antes de embarcar ao Reino Unido, eles precisarão reservar um pacote de 1.750 libras (o equivalente a cerca de R$ 13.000), que inclui hotel, transporte e testes para uma pessoa. O sistema para fazer as reservas entrará no ar na quinta-feira, data em que o governo também publicará detalhes sobre as novas regras.

Multas e prisão

De acordo com o ministro da Saúde britânico, quem desrespeitar as regras poderá pagar altas multas ou até mesmo ser preso.

“Vamos colocar em prática multas severas para quem não cumprir [as medidas]. Isso inclui uma penalidade de 1.000 libras para qualquer pessoa que chegar do exterior e não fizer o teste obrigatório”, disse Hancock ao Parlamento. A multa pode chegar a 10.000 libras (cerca de R$ 75.000 reais) para quem não for para um dos hotéis designados pelo governo logo após a chegada.

“Qualquer pessoa que mentir no formulário de localização de passageiros e tentar esconder que esteve em um país da lista vermelha nos dez dias anteriores à chegada, poderá pegar pena de prisão de até dez anos”, reforçou o ministro.

As empresas de transporte de passageiros também poderão pagar multas se não exigirem a comprovação das reservas para a quarentena e um teste de covid-19 negativo feito nas 72 horas anteriores ao embarque.

O Reino Unido é o país da Europa mais afetado pela pandemia em números absolutos, e atualmente sofre com a disseminação de uma variante mais contagiosa do coronavírus. No total, a nação registra mais de 3,9 milhões de casos de covid-19 e mais de 113 mil mortes, de acordo com dados da Universidade Johns Hopkins.

le/ek (DPA, Reuters, Efe, ots)

Comentários: