23.5 C
Brasília
domingo, 14 julho, 2024

Putin: Rússia ‘valoriza muito apoio da Coreia do Norte’ na condução da operação na Ucrânia

© Sputnik / Vladimir Smirnov

Sputnik – O presidente da Rússia, Vladimir Putin, declarou nesta segunda-feira (17) o apoio da Coreia do Norte na condução da operação militar especial russa na Ucrânia é muito bem-vindo por Moscou. As declarações foram feitas um dia antes da visita oficial de dois dias de Putin ao país asiático.

“Valorizamos muito o apoio inabalável da Coreia do Norte à operação militar especial da Rússia na Ucrânia, sua solidariedade conosco em questões internacionais importantes e disposição para defender nossas prioridades e visões comuns dentro da ONU”, disse ao principal jornal norte-coreano, Rodong Sinmun, antes de sua visita de Estado à Coreia do Norte

O presidente russo também destacou que Rússia e Coreia do Norte desenvolverão mecanismos de pagamento não controlados por países ocidentais e se oporão conjuntamente a restrições ilegítimas.
“Desenvolveremos mecanismos alternativos de comércio e acordos mútuos não controlados pelo Ocidente, nos oporemos conjuntamente a restrições unilaterais ilegítimas e moldaremos a arquitetura de segurança igual e indivisível na Eurásia”, escreveu Putin.
O líder russo reafirmou o apoio de Moscou ao homólogo norte-coreano, Kim Jong-un, contra os embargos e provocações dos EUA, que chamou de “luta contra o inimigo traiçoeiro, perigoso e agressivo, pela independência, identidade e pelo direito de escolher livremente seu caminho de desenvolvimento”.
O presidente russo enfatizou que a Coreia do Norte, apesar de enfrentar muitos anos de pressão econômica, provocações, chantagens e ameaças militares dos Estados Unidos, defende eficientemente seus interesses.
Kim Jong-un junto com sua filha inspecionando a prontidão dos soldados que participam dos exercícios - Sputnik Brasil, 1920, 10.06.2024

Panorama internacional

Irmã de Kim Jong-un promete ‘nova reação’ da Coreia do Norte se o Sul seguir usando alto-falantes

“O país, sob a liderança de seu chefe, o camarada Kim Jong Un, expressou repetidamente sua intenção de resolver todas as diferenças existentes por meios pacíficos. No entanto, Washington, ao se recusar a cumprir acordos anteriores, continua impondo novos requisitos cada vez mais rigorosos e claramente inaceitáveis”, acrescentou Putin.
Putin também destacou que a Coreia do Norte está alcançando resultados impressionantes na melhoria de suas capacidades de defesa, assim como no poder científico e industrial.
“Vemos a força, dignidade e coragem com que o povo da DPRK luta por sua liberdade, soberania e tradições nacionais, alcançando resultados tremendos e avanços genuínos no fortalecimento de seu país em termos de defesa, tecnologia, ciência e indústria”, disse Putin.
Ele mencionou ainda que Rússia e Coreia do Norte desenvolverão cooperação humanitária e aumentarão as viagens turísticas mútuas e os intercâmbios culturais.

“É claro que vamos desenvolver a interação entre pessoas de nossos países. Planejamos promover a mobilidade acadêmica entre instituições de ensino superior russas e coreanas, viagens turísticas mútuas, bem como intercâmbios culturais, educacionais, juvenis e esportivos”, declarou Putin

ÚLTIMAS NOTÍCIAS