Brasília, 11 de outubro de 2021 às 20:21
Selecione o Idioma:

Internacional

Postado em 24/04/2020 7:13

Provocação: Destróier dos EUA transita pelo estreito de Taiwan pela 2ª vez em um mês

.

ÁSIA E OCEANIA

Um navio de guerra dos EUA cruzou o estreito de Taiwan pela segunda vez em um mês, informaram militares taiwaneses e americanos, em meio ao aumento de tensões entre Taiwan e a China.

O Ministério da Defesa de Taiwan disse que o navio, o destróier de mísseis guiados USS Barry, navegou para sul através do estreito de Taiwan, que separa a ilha da China continental.

O destróier estaria em “uma missão comum” efetuando um “trânsito de rotina no estreito de Taiwan” de acordo com o direito internacional, informou o tenente Anthony Junco, porta-voz da 7ª Frota do Pacífico dos EUA.

“O trânsito do navio através do estreito de Taiwan demonstra o compromisso dos EUA com um Indo-Pacífico livre e aberto. A Marinha dos EUA continuará voando, navegando e operando em qualquer lugar que a lei internacional permita”, comentou o porta-voz, citado pela Reuters, nesta sexta-feira (24).

Esta é a segunda vez que o USS Barry cruza o estreito neste mês, tendo feito a mesma rota há duas semanas, no mesmo dia em que caças chineses sobrevoaram águas próximas a Taiwan.

​Marinheiros da Marinha dos EUA vigiam a bordo do USS Barry [DDG52] enquanto o destróier de mísseis mobilizado da 7ª Frota dos EUA transitava pelo estreito de Taiwan na quinta-feira [23]. O DDG52 em torno da Frota

A China tem criticado repetidamente os EUA por seus navios de guerra navegarem pelo estreito de Taiwan, caracterizando os trânsitos como comportamentos “perigosos” que “prejudicam gravemente a paz e a estabilidade” na região.

Anteriormente, Taipei confirmou que um porta-aviões e respectivos navios tinham navegado para o sul da ilha, através do canal Bashi entre Taiwan e as Filipinas, em direção ao leste. Nos últimos meses, a China realizou vários exercícios perto de Taiwan, inclusive com o uso de jatos e bombardeiros nucleares, descritos por Taipé como tentativas de intimidação por parte de Pequim.

Destróier americano USS Porter lança míssil Tomahawk no mar Mediterrâneo (foto de arquivo)
© AP PHOTO / MARINHA DOS EUA / FORD WILLIAMS
Destróier americano USS Porter lança míssil Tomahawk no mar Mediterrâneo (foto de arquivo)

Taiwan tem sido governada independentemente da China desde 1949. Pequim considera a ilha como parte do continente, enquanto Taiwan insiste em ser um país autônomo, tendo estabelecido relações políticas e econômicas com vários outros Estados que reconhecem a sua soberania.

Sputnik

Comentários: