12.5 C
Brasília
sábado, 20 julho, 2024

Presidente da Bolívia denuncia subversão nacional e estrangeira

La Paz, 15 de junho (Prensa Latina) Interesses nacionais e estrangeiros se opõem à industrialização da Bolívia para obstruir seu progresso, disse hoje o presidente Luis Arce em um discurso por ocasião do 86º aniversário do Sindicato Misto dos Mineiros de Huanuni.

“Há interesses que vão mais longe, que não querem o interesse coletivo de uma pátria industrializada, de uma pátria com emprego, com trabalho com renda para as nossas famílias bolivianas”, disse o presidente.

Insistiu que há interesses nacionais e estrangeiros que estão sempre “de olho quando queremos avançar, quando queremos industrializar, há sempre pessoas que se opõem a isso”.

Sem especificar nomes, reiterou que “há pessoas que respondem aos interesses nacionais, mas também aos interesses do imperialismo, sabendo-o ou não, querendo-o ou não querendo-o”.

Enfatizou que a luta “dos nossos irmãos mineiros” é pela reivindicação de uma pátria melhor, de uma pátria soberana sobre os seus recursos naturais, de independência e soberania.

Promotor de la política de industrialización con sustitución de importaciones, el dignatario impulsa la construcción de más de 150 plantas industriales en todo el país andino amazónico con una inversión de 25 mil millones de bolivianos (tres mil millones de dólares) en distintos rubros en todo el País.

Este programa constitui um dos elos mais importantes do Modelo Económico Social Comunitário, do qual Arce é o autor teórico juntamente com o falecido economista Carlos Villegas.

Esta iniciativa inclui também a exploração e industrialização do lítio, um metal leve que é atualmente muito cobiçado a nível mundial como matéria-prima fundamental num contexto de transição energética global para a eletromobilidade.

A este respeito, a general de quatro estrelas Laura Richardson, chefe do Comando Sul dos Estados Unidos, referiu-se repetidamente ao triângulo do lítio (Argentina, Bolívia e Chile) usando o verbo “nós temos”.

Da mesma forma, o líder militar criticou os investimentos realizados neste setor da Bolívia por empresas da China e da Rússia.

Sobre a luta revolucionária dos trabalhadores mineiros em defesa dos recursos naturais e da soberania nacional, Arce afirmou que o seu Governo estará sempre “ao lado dos nossos irmãos mineiros, na defesa da pátria”.

O Sindicato Misto dos Mineiros de Huanuni foi fundado em 15 de junho de 1938 durante a presidência de Germán Busch e constituiu uma das organizações sindicais mais importantes da história da Bolívia.

Dele surgiram lideranças, congressos e marcos como o levante de 1940, liderado por Lola Irahola, e o primeiro congresso de mineiros na Bolívia que deu origem à criação da Federação Sindical Nacional dos Trabalhadores do setor.

ÚLTIMAS NOTÍCIAS