Brasília, 27 de janeiro de 2022 às 18:24
Selecione o Idioma:

Venezuela

Postado em 24/10/2016 10:21

Povo venezuelano rechaça tentativa de golpe parlamentar

.

INTENTONA GOLPISTA NA VENEZUELA
Jovens, mulheres, homens, idosos, representantes de diversos setores da população, se dirigiram até a sede da Assembleia Nacional (parlamento) neste domingo (23), para rechaçar a aprovação de um documento pela direita, que promove o desconhecimento da institucionalidade do país
A oposição venezuelana, que tem maioria parlamentar, declarou neste domingo uma “ruptura da ordem constitucional”, depois que o Conselho Nacional Eleitoral (CNE) resolveu suspender temporariamente a coleta de um por cento das assinaturas para ativar o referendo revogatório, devido às irregularidades que vários tribunais detectaram.
A maioria parlamentar também discutiu uma resolução para destituir o presidente constitucional, sob o argumento de abandono do cargo por estar realizando um giro de trabalho a países membros e não membros da Organização dos Países Produtores de Petróleo (Opep), sem a autorização do parlamento.
Do lado de fora da Assembleia Nacional, o povo chavista protestou contra as resoluções adotadas e um grupo de manifestantes ingressou no plenário da Assembleia Nacional.
Dirigentes chavistas pediram calma aos manifestantes e indicaram que se concentrassem na Praça Bolívar, ao lado do edifício da Assembleia.
acao-contra-o-golpe-na-venezuela-2
O presidente do parlamento, o direitista Henry Ramos Allup, que está desacatando o Tribunal Superior de Justiça ao não cumprir decisões do Poder Judiciário, disse que emprenderá um “julgamento político” do presidente Nicolás Maduro e emitiu uma resolução para promover a substituição irregular das autoridades dos poderes eleitoral e judiciário.
Os deputados socialistas convocaram uma manifestação para a próxima terça-feira (25) para marchar até o Palácio de Miraflores (sede de governo) para receber o presidente Maduro de regresso de sua viagem pelo Oriente Médio, que tem o objetivo de incrementar os preços do petróleo.
“O que a MUD (a chamada Mesa da Unidade Democrática) fez foi uma palhaçada muito grave, tratam de dar um golpe parlamentar, mas não conseguirão. A história parece cíclica, o povo sabe defender a Revolução Bolivariana (…) Povo na rua mobilizado, para defender a pátria”, enfatizou o deputado socialista Elías Jaua.
TeleSur

Comentários: