16.1 C
Brasília
segunda-feira, 22 julho, 2024

Petróleo: Empresa de xisto nos EUA declara falência

Os preços internacionais do barril de petróleo caíram em meados de janeiro para o mais baixo em 12 anos, indo para menos que o nível histórico de US$ 30 o barril. Os principais apontados como “culpados” pela queda dos preços são o aumento de produção, em especial nas áreas de xisto dos EUA, e uma demanda menor que a esperada na Europa e na Ásia.

Alguns analistas avaliam que a exploração de gás de xisto, nos Estados Unidos, deu força ao confronto global dos norte-americanos com os russos, a partir da economia. O empreendimento energético obteve rápido sucesso comercial. Mas, com a superprodução de petróleo de xisto, os preços teriam desabado.

E, se esta política, num primeiro momento, afetou mesmo a Rússia – grande produtora e exportadora de petróleo e gás – e outros países, agora começa a atingir gravemente as empresas de produção de óleo de xisto nos próprios EUA.

De acordo com A Voz da Rússia, a empresa de xisto norte-americana WBH Energy, um grupo de perfuração privado com sede no Texas, declarou falência frente à brusca e contínua queda dos preços de petróleo.

Segundo revelou a emissora NHK, a empresa foi incapaz de competir com a desvalorização e a alta oferta da commodity no mercado mundial e acabou contraindo dívidas num valor total de até 50 milhões de dólares.

O caso da WBH Energy reforça os receios de que a situação de contínua queda dos preços de petróleo possa levar à falência de dezenas, senão centenas de empresas de xisto nos Estados Unidos.

Do Portal Vermelho, com A Voz da Rússia

ÚLTIMAS NOTÍCIAS