Brasília, 20 de janeiro de 2022 às 16:23
Selecione o Idioma:

Meio Ambiente

Postado em 30/10/2021 7:41

Papa Francisco destaca impacto das mudanças climáticas e pandemia

.

Cidade do Vaticano (Prensa Latina) O Papa Francisco disse hoje que as mudanças climáticas e a pandemia de Covid-19 expõem a vulnerabilidade radical de tudo e de todos.

Em mensagem transmitida pela rádio britânica BBC Radio, o Sumo Pontífice destacou que ambos os fenômenos também suscitam ‘muitas dúvidas e perplexidades sobre nossos sistemas econômicos e sobre a forma como nossas sociedades estão organizadas’.

Nossas seguranças ruíram, nosso apetite de poder e nosso desejo de controle estão se desintegrando, disse Francisco, observando que nos descobrimos fracos e cheios de medo, submersos em uma série de ‘crises’: sanitárias, ambientais, alimentares, econômicas, sociais, humanitárias, éticas.

Crises transversais, fortemente interligadas e prenúncio de uma ‘tempestade perfeita’, capaz de romper os ‘laços’ que unem a nossa sociedade no precioso dom da Criação, afirmou.

Essas crises, disse ele, nos colocam diante de eleições radicais que não são fáceis e acrescentou que ‘cada momento de dificuldade contém, de fato, também oportunidades que não podem ser perdidas’.

Nesse sentido, especificou que podem ser enfrentados fazendo prevalecer comportamentos de isolamento, protecionismo e exploração; ou podem representar uma autêntica ocasião de transformação, um verdadeiro ponto de conversão, não só no sentido espiritual, que ele considerou como uma possível opção positiva.

Na opinião do Papa, este caminho só pode ser percorrido ‘através de uma co-responsabilidade global renovada, uma nova solidariedade fundada na justiça, no fato de compartilhar um destino comum e na consciência da unidade da família humana, um projeto de Deus para o mundo’.

Referindo-se à vigésima sexta conferência das partes da Convenção Marco das Nações Unidas sobre Mudança do Clima, que se reunirá nos próximos dias em Glasgow, Francisco disse que os ‘líderes políticos’ que nela participarão são chamados com urgência a oferecer respostas efetivas à atual crise ecológica.

Depois de especificar que desta forma eles poderão dar ‘esperança concreta às gerações futuras’, o pontífice destacou que todos nós ‘podemos ter um papel, modificando nossa resposta coletiva à ameaça sem precedentes das mudanças climáticas e da degradação de nossa casa comum. ‘

Comentários: