Brasília, 24 de janeiro de 2022 às 20:55
Selecione o Idioma:

Sem Titulo

Postado em 11/11/2016 5:17

Papa diz que os comunistas “pensam como os cristãos”

.

Foto: EPA/Alessandro di Meo
O papa Francisco disse que os comunistas “pensam como os cristãos”, numa entrevista publicada hoje pelo jornal italiano La Repubblica.
Para o papa, cristão e comunistas buscam  “obter a igualdade e a liberdade” Para o papa, cristão e comunistas buscam  “obter a igualdade e a liberdade” “São os comunistas que pensam como os cristãos. Cristo falou de uma sociedade em que os pobres, os débeis e os excluídos é que decidem. Não os demagogos, os Barrabás, mas o povo, os pobres, tenham fé em Deus ou não, mas são eles que temos de ajudar a obter a igualdade e a liberdade”, afirmou o papa, na entrevista.
Francisco disse esperar, por isso, que os movimentos cívicos entrem na política.
“Não na politiquice, nas lutas de poder, no egoísmo, na demagogia, no dinheiro, mas na alta política, criativa e de grandes visões”, salientou.
O papa evitou falar sobre o Presidente eleito dos Estados Unidos, Donald Trump, e assegurou que, em relação aos políticos, só lhe interessa “os sofrimentos que a sua maneira de agir podem causar aos pobres e aos excluídos”.
Francisco disse que a sua maior preocupação é o drama dos refugiados e imigrantes e reiterou que é necessário “abater os muros que dividem, tentar aumentar e estender o bem-estar”.
“E para isso é necessário derrubar muros e construir pontes que permitam diminuir as desigualdades e dar mais liberdade de direitos”, concluiu.
 Fonte: Diário de Notícias

Comentários: