Brasília, 22 de julho de 2021 às 19:21
Selecione o Idioma:

Cuba

Postado em 13/06/2021 10:20

Os EUA continuam a destinar fundos a organizações não governamentais para interferir em Cuba

.

O membro do Bureau Político do Comitê Central do Partido e ministro das Relações Exteriores de Cuba, Bruno Rodríguez Parrilla, denunciou mais uma vez o financiamento dos Estados Unidos para subverter a ordem em Cuba e assim derrubar a Revolução.

Em sua conta no Twitter, expressou que o governo federal destina, sem o consentimento do povo norte-americano, milhões de dólares dos contribuintes para financiar ONGs destinadas a interferir nos assuntos de um Estado soberano e promover campanhas de desestabilização contra Cuba. E acompanhou sua mensagem com um link para uma postagem de blog sobre o Cuba Money Project.

Esse blog publicou um relatório datado de 4 de janeiro de 2021 que inclui documentos fiscais coletados desde 2000. Destaca como algumas ONGs dependem de várias fontes de financiamento do governo dos EUA a cada ano, compartilham dinheiro entre si e, às vezes, transferem subsídios para sub-receptores «não identificados». Inclui também as centenas de ativistas cubanos que recebem dinheiro.

O Cuban Democratic Directorate, Inc., com sede em Miami, após uma auditoria em fevereiro de 2021, gastou US $ 1.050.270 em programação de rádio, ajuda humanitária, atividades cívicas e outros em 2019. Entre seus objetivos estão as ações de subversão, no plano cultural, dos jovens cubanos.

O Grupo de Apoio à Democracia, Inc., focado na ajuda a supostos «presos políticos» e suas famílias, depois que uma auditoria em abril de 2020 recebeu 856.907 dólares em 2019, incluindo 844.141 da Usaid, e entregou 188.323 a um subreceptor que foi não divulgado.

Outras ONGs são o Center for a Free Cuba, Cubanet News Inc.; Fundação para os Direitos Humanos em Cuba; Instituto Internacional de Raça; Igualdade e Direitos Humanos; e Outreach Aid to the Americas, Inc.

Para enfrentar a subversão, em conjunto com sua Constituição, Cuba conta com o Código Penal e as Leis 80 e 88, que complementam o ordenamento jurídico em matéria de defesa.

Comentários: