Brasília, 21 de janeiro de 2022 às 18:11
Selecione o Idioma:

Colômbia

Postado em 31/03/2017 7:14

“O fim da guerra na Colômbia ratifica a paz no continente”, diz Mujica

.

Ismael Francisco/ Cubadebate
O ex-presidente e atual senador do Uruguai, José Mujica, será um dos responsáveis por acompanhar o processo de implementação do Acordo de Paz na Colômbia para dar fim à guerra de mais 50 anos entre as Farc (Forças Armadas Revolucionárias da Colômbia) e o governo. Nesta quinta-feira (30), afirmou que o fim da guerra no país significa a ratificação da paz em todo o continente. O ex-presidente espanhol Felipe González, também acompanha Mujica neste trabalho.
Mujica vai integrar a comissão de acompanhamento da implementação do acordo de pazMujica vai integrar a comissão de acompanhamento da implementação do acordo de paz “Terminar com esta guerra é simbolizar que somos um continente de paz, isso é quase um luxo neste mundo em que vivemos”, disse Mujica ao apresentar uma análise de conjuntura onde ressaltou que boa parte do mundo está em guerra, mas ainda assim a Colômbia conseguiu trabalhar de forma objetiva para alcançar a paz.
Para Mujica, cabe aos jovens e às novas gerações fortalecer este processo que significa “o começo de uma longa mudança”. Defende ainda que é de suma importância o apoio internacional: “o pior erro seria não nos comprometermos e darmos as costas a esta oportunidade histórica”.
Já o ex-presidente espanhol, Felipe González, que também integra este processo de observadores internacionais, convocou os demais países a “fortalecer a confiança recíproca” entre o governo e a guerrilha.
“Entre aceitar o acordo ou a continuidade do conflito, não tenho absolutamente nenhuma neutralidade: estou do lado do acordo. Desejo que o acordo seja implementado, se desenvolva e a história do conflito passe a ser apenas ‘a história’”, afirmou.
O presidente da Colômbia, Juan Manuel Santos, agradeceu a Mujica e a González pelo empenho e garantiu que seu país “prestará contas ao mundo sobre os avanços da implementação do acordo”.
Mujica e González vão integrar a Comissão de Acompanhamento, Impulso e Verificação da Implementação do Acordo Final de Paz e apresentar relatórios sobre o andamento do processo durante os primeiros 18 meses, depois farão um acompanhamento semestral.
Do Portal Vermelho, com agências

Comentários: