Brasília, 14 de setembro de 2021 às 11:16
Selecione o Idioma:

Nicarágua

Postado em 11/06/2021 7:21

Nota do Governo da Nicaragua

.

 Gobierno de Reconciliación y Unidad Nacional Unida Nicaragua Triunfa

-Tradução Não Oficial-

NOTA 

O Governo Imperialista e Colonialista dos Estados Unidos da América do Norte acaba de se pronunciar, como tem sido e é seu estilo de ingerência e interferência nos Assuntos Internos de nossos Países, ditando Medidas Ilegais, Arbitrárias, Coercitivas e Unilaterais, contra os Cidadãos Nicaraguenses cujo único crime é representar, em alto, a Dignidade e o Heroísmo do nosso Povo.

O Governo de Reconciliação e Unidade Nacional protesta veementemente contra esta reiterada violação dos Instrumentos Internacionais que regem o Direito Soberano dos Estados, que não nos reconhecemos como Colônia de qualquer Potência, e que nós reivindicamos a Dignidade e o Decoro Nacional, em legítima defesa da nossa Autodeterminação, contra os Estados Unidos da América e qualquer outra Entidade Colonialista e Neocolonialista, que a esta altura da Vida, acredita ter o poder de subjugar e humilhar a nossa Independência.

No Ano do Bicentenário, e da Valente e Corajosa Memória da Resistência ao Yanqui em todas as suas ignóbeis apresentações, a Nicarágua, Bendita e Sempre Livre, mais uma vez posiciona seu lugar na História da Pátria e da Liberdade, desde a Inteligência Espiritual e a Coerência dos Maiores Nicaraguenses, Gênios e Patriotas, Rubén Darío e Augusto Sandino.

Esta nova violação da Soberania da Nicarágua, só confirma o que denunciamos sobre o vende-pátria e as pretensões e ações terroristas e usurpadoras, que desde a tentativa de Golpe de Estado em 2018 têm se acentuado. Afirmamos a nossa razão histórica, precisamente nestes dias, em que os principais Promotores e Atores deste golpe terrorista, patrocinado pelos Estados Unidos e outras Potências Imperiais, estão perante a Justiça, como exigiu o Povo da Nicarágua.

Managua, 9 de Junio, 2021
Gobierno de Reconciliación
y Unidad Nacional
República de Nicaragua

Comentários: