Brasília, 6 de dezembro de 2021 às 04:55
Selecione o Idioma:

Venezuela

Postado em 12/03/2019 9:02

Maduro: Trump é principal responsável por ciberataque a sistema elétrico venezuelano

.

© Sputnik / Alejandro Martinez Velez
AMÉRICAS

O presidente venezuelano, Nicolás Maduro, responsabilizou o líder norte-americano, Donald Trump, pelo ataque cibernético ao sistema elétrico da Venezuela.

“Donald Trump é o principal responsável pelo ataque cibernético ao sistema elétrico da Venezuela. Trump disse que sobre a mesa estão todas as opções [relativas à Venezuela], e isso é repetido por seus fantoches e palhaços na própria Venezuela, por todos os representantes dessa camarilha que está ao redor de Donald Trump […] E uma destas opções é a guerra elétrica e o ataque cibernético”, disse Maduro em seu discurso ao país, que foi transmitido no Twitter.

“Foi realizado contra a Venezuela um ataque cibernético de alta tecnologia, e de uma tecnologia que só o governo dos Estados Unidos da América tem”, continuou.

O líder bolivariano acrescentou que o ataque foi localizado e que as agências especializadas estavam trabalhando para restaurar o abastecimento energético no país.Na noite de segunda-feira (11), Maduro também comunicou que as autoridades venezuelanas detiveram duas pessoas sob suspeita de tentativa de sabotagem no sistema de energia do país, para impedir a restauração do abastecimento elétrico.

O colapso energético na Venezuela ocorreu no dia 7 de março por causa de um acidente na usina hidrelétrica de Guri, a maior do país. A Corporação Nacional de Eletricidade (Corpoelec) classificou o incidente de “sabotagem” e um episódio da guerra energética contra o Estado venezuelano. Ao todo, 21 dos 23 estados ficaram sem energia.

Maduro havia anteriormente culpado os EUA por uma guerra contra o sistema energético da Venezuela, enquanto Washington negou ter qualquer papel no ocorrido.

Sputnik

Comentários: