9.5 C
Brasília
quarta-feira, 24 julho, 2024

Lucile, exclusiva do Ballet Nacional de Cuba em estreia mundial

Havana, 27 de junho (Prensa Latina) Para comemorar duas décadas de colaboração entre o Balé Nacional de Cuba (BNC) e os Amigos Britânicos da companhia, aconteceu hoje o ensaio de “Lucile” do coreógrafo dinamarquês Johan Kobborg, concebido exclusivamente para a dança cubana grupo.

A obra do Maestro Kobborg foi criada para o BNC, a pedido do seu diretor e primeira bailarina Viengsay Valdés, e terá a sua estreia mundial juntamente com outra apresentação, ambas produzidas com a ajuda dos British Friends.

“Celeste”, a primeira colaboração coreográfica dos British Friends, é um balé de Annabelle López Ochoa, com música de Piotr Ilich Tchaikovsky, estreado em 2014.

A estreia mundial de “Lucile” traz a chancela musical de Gavin Sutherland, baseada em composições de Jules Massenet.

A cenografia desta obra exclusiva para o BNC é do próprio coreógrafo dinamarquês, que explicou que durante o processo de montagem foi auxiliado pela professora e maître cubana Linnet González, responsável por todos os balés incorporados ao grupo de dança cubana.

Graças ao altruísmo dos Amigos Britânicos, todo este evento foi possível celebrar a relação entre o referido projeto e a mais importante companhia de balé cubana, disse o artista responsável pela coreografia de “Lucile”.

Esta obra deve o seu nome a uma ideia que me surgiu de repente e é uma peça romântica, um amor entre dois jovens, com muita força e tenacidade, expressou Kobborg.

Os papéis principais desta estreia serão desempenhados por Valdés, Sadaise Arencibia, Grettel Morejón, Alianed Moreno, Dani Hernández, Ányelo Montero, Ernesto Díaz e José Ángel González, juntamente com solistas e o corpo de balé do BNC.

Enquanto isso, a obra “Celeste” será interpretada pelos casais Viengsay Valdés e Ányelo Montero; Paloma Blanco e Luis Fernández; Anette Delgado e Dani Hernández; Gabriela Druyet e Yunior Palma; Estefanía Hernández e Jorge Guerra; Loiret Ortega e Yankiel Vázquez, junto com a trupe masculina de dança da companhia.

As apresentações acontecerão em seis espetáculos na Sala Avellaneda do Teatro Nacional de Cuba nos dias 6, 7, 11, 12, 13 e 14 de julho nos horários habituais de quinta a sábado e domingos.

O coreógrafo dinamarquês é conhecido do público cubano pelas suas atuações nos Festivais Internacionais de Ballet de Havana em 1998 e 2004, e em 2009 com o The Royal Ballet durante a temporada que a prestigiada companhia britânica ofereceu nesta capital no verão desse ano.

ÚLTIMAS NOTÍCIAS