Brasília, 13 de junho de 2021 às 01:12
Selecione o Idioma:

Sem Titulo

Postado em 07/11/2016 10:30

Lua enorme nasce sobre a Terra em novembro

.

© Foto: pixabay
A Lua nestes meses de novembro e dezembro durante as noites de plenilúnio vai parecer extraordinariamente grande por causa de aproximação máxima entre a Terra e seu satélite, a Lua. Além disso, a Lua em novembro irá ter um tamanho enorme que será o recorde dos últimos 68 anos, informou Space.com.
A superlua é um fenômeno astronômico no qual a lua cheia coincide com a aproximação máxima da Terra com a Lua, fazendo o satélite parecer 14% maior e 30% mais brilhante do que o normal.
Durante a superlua, o nosso satélite natural lembra uma grande esfera ardente porque atravessa o ponto de sua órbita mais próximo da Terra – o perigeu. No perigeu o satélite se situa 50 mil quilômetros mais próximo do que quando atravessa o ponto mais afastado – o apogeu.
Tais diferenças na distância entre a Terra e a Lua se devem ao fato de a órbita lunar ter forma elíptica. Esta superlua será a segunda do ano – o mesmo evento anterior ocorreu em 16 de outubro deste ano e o próximo nascimento de uma lua extraordinariamente grande vai ter lugar em 13 de dezembro.
Segundo os cálculos dos astrônomos, a superlua de novembro será a maior destas três, ela também será a maior superlua desde 1948 e a mais brilhante até 2034. A superlua de dezembro se tornará muito interessante porque a luz brilhante da Lua, segundo cálculos de astrônomos da NASA, irá ofuscar a chuva meteórica das Gemínidas, que deverá iluminar o céu noturno na segunda semana de dezembro.
Por esta razão, os apreciadores da observação de corpos celestes não poderão admirar estes “fogos de artificio” brilhantes

://br.sputniknews.com/ciencia_tecnologia/201611076740186-superlua-nasce-novembro-dezembro/

Comentários: