Brasília, 25 de janeiro de 2022 às 12:15
Selecione o Idioma:

Brasil

Postado em 24/11/2019 5:59

Jornalista alemão chama “Aliança Pelo Brasil” de “SS Tupiniquim”

.

Manuela d’Ávila: “é partido ou grupo paramilitar”?Artista plástico presenteou a “Aliança Pelo Brasil” com painel feito de projéteis (Reprodução/Redes Sociais)

O painel com o logotipo da “Aliança Pelo Brasil” formado por cartuchos de balas, exibido durante a cerimônia de lançamento do novo partido de Jair Bolsonaro nesta quinta-feira 21/XI, suscitou muitas dúvidas a respeito da natureza da nova sigla.

“O que está nascendo é um partido ou um grupo paramilitar?”, perguntou a candidata à vice-presidência em 2018 Manuela d’Ávila, do PCdoB, em seu Twitter.

A deputada federal Maria do Rosário (PT-RS) complementou: “aliança fascista e com clara inspiração paramilitar é lançada por quem está no poder. Pode?

O jornalista alemão Gerd Wenzel, comentarista da ESPN Brasil e colunista da Deutsche Welle, comparou o evento de outubro de 2019 a outro momento histórico – um que aconteceu na Alemanha em abril de 1925:

“Nascimento da SS tupiniquim. A SS era uma organização paramilitar do Partido Nazista. Uma tropa de choque utilizada contra adversários políticos”, disse o jornalista.

Gerd Wenzel@gerdwenzel

Nascimento da SS tupiniquim. A SS era uma organização paramilitar do Partido Nazista. Uma tropa de choque utilizada contra adversários políticos. https://twitter.com/ManuelaDavila/status/1197664226854223872 

Manuela

@ManuelaDavila

Um logo feito com balas na convenção do PSL. O que está nascendo é um partido ou um grupo paramilitar?

Ver imagem no Twitter
1.400 pessoas estão falando sobre isso

“Todo dia a democracia brasileira é fu

Comentários: