17.5 C
Brasília
quinta-feira, 25 julho, 2024

Israel mata dois jornalistas do canal libanês Al Mayadeen

Farah Omar (à direita) e seu parceiro Rabie al-Memari, jornalistas da Al-Mayadeen.

HispanTV – Pelo menos quatro pessoas, incluindo dois jornalistas, foram mortas em dois ataques nas zonas fronteiriças do Líbano com os territórios ocupados por Israel.

Inicialmente, a agência de imprensa oficial libanesa Ani informou que uma mulher de 80 anos foi morta e a sua neta foi ferida num ataque de avião inimigo na cidade de Kfar Kila.

Mais tarde, a agência Ani noticiou a morte de dois jornalistas e de outro civil na zona de Tair Harfa, num outro bombardeamento israelita.

Os jornalistas foram identificados como a repórter Farah Omar e o cinegrafista Rabie al-Memari; Ambos fazem parte da equipe de notícias da rede Al Mayadeen .

Segundo o canal Al Mayadeen, os dois foram mortos num ataque de um avião de guerra israelita, que disparou deliberadamente dois foguetes contra jornalistas, que concluíam uma transmissão em direto.

Até o momento não há mais detalhes sobre a terceira vítima, que provavelmente seria um civil.

A equipe de Al Mayadeen foi “atacada deliberadamente, não foi aleatória”, disse o presidente do canal, Ghassan Ben Jeddo, em comunicado televisionado.

Ben Jeddo destacou que o incidente ocorreu depois que o governo israelense decidiu bloquear os sites do seu canal de televisão.

Em 13 de outubro, um jornalista da Reuters , Essam Abdullah, foi morto num atentado semelhante, no qual outros seis jornalistas – dois da AFP , dois da Reuters e dois do canal catariano Al Jazeera – ficaram feridos.

ÚLTIMAS NOTÍCIAS