19.5 C
Brasília
domingo, 14 julho, 2024

HAMAS elimina mais 10 soldados israelenses em Gaza

Combatentes das Brigadas Izz al-Din al-Qassam, a ala militar do HAMAS. em 19 de julho de 2024. (Foto: Getty Images)

HispanTV – Pelo menos 10 soldados israelitas foram mortos em Gaza em duas emboscadas levadas a cabo por combatentes do movimento palestino Hamas.

O site hebraico Hadashut Bezman noticiou este sábado que oito soldados israelitas morreram queimados num veículo militar, que foi atingido por um míssil antitanque disparado por membros das Brigadas Ezzedin Al-Qassam , o braço militar do Movimento de Resistência Islâmica Palestiniana. (HAMAS). 

Segundo este site, helicópteros israelenses pousaram no local em Gaza para transportar os corpos dos soldados.

A este respeito, a mídia israelense informou que a explosão de um veículo militar do exército sionista deixou várias pessoas feridas.

Um pouco mais tarde, relatos indicam a morte de dois soldados israelenses devido à explosão de uma bomba em um veículo militar. Esta notícia não foi confirmada até agora pelos militares israelitas, mas os meios de comunicação israelitas cobriram esta notícia extensivamente.

Entretanto, as Brigadas Ezzedin Al-Qassam explicaram num comunicado como as forças sionistas caíram na sua armadilha. “Depois de regressar da frente de batalha, os nossos combatentes anunciaram que tinham explodido uma casa que tinham bombardeado anteriormente, quando uma unidade de soldados sionistas estava presente, resultando na sua morte e ferimentos”, afirma a mensagem.

A nota detalha que as concentrações de soldados sionistas no leste de Gaza foram esmagadas com morteiros de 120 mm.

“A concentração de soldados agressores sionistas no sul e sudoeste do bairro de Tal Al-Sultan, em Rafah, também foi esmagada com morteiros”, afirma o grupo militar HAMAS.

Num outro comunicado, as Brigadas Ezzedin Al-Qassam anunciaram que atingiram um tanque Merkava israelita com um foguete Yassin 105 no bairro al-Saudi, a oeste de Rafah, cidade situada no sul da Faixa de Gaza.

Israel desencadeou uma guerra genocida contra Gaza em retaliação pelo fracasso sofrido durante a Operação Tempestade Al-Aqsa, levada a cabo em 7 de Outubro pelo HAMAS contra alvos israelitas nos territórios ocupados, em resposta a décadas de crimes da entidade sionista contra o povo palestiniano. .

A guerra genocida da entidade sionista contra Gaza deixou um número fatal de quase 37.300 mortos e mais de 85.100 feridos até à data, enquanto quase 10.000 pessoas estão

ÚLTIMAS NOTÍCIAS