Brasília, 22 de janeiro de 2022 às 13:32
Selecione o Idioma:

Nossa América

Postado em 16/12/2015 5:39

Equador e Colômbia revisam prioridades de cooperação

.

Bogotá, (Prensa Latina) O presidente colombiano, Juan Manuel Santos, e seu homólogo equatoriano, Rafael Correa, presidiram nesta terça-feira (15) em Cali o IV Gabinete Binacional, que tem entre suas prioridades aprofundar a cooperação em infraestrutura, segurança, defesa e assuntos econômicos e comerciais.

A colaboração no âmbito cultural, social, fronteiriço e ambiental é outro dos propósitos de ambos governos sul-americanos, cujos países compartilham uma linha fronteiriça de 586 quilômetros, na qual vivem três milhões de pessoas.

Dentro dos objetivos de cooperação destaca-se igualmente o confronto ao narcotráfico e a outros fenômenos criminosos.

Como preparação do encontro presidencial, os grupos técnicos das duas nações sessionaram ontem em Cali, capital do departamento Valle del Cauca.

Entre os resultados visíveis do trabalho conjunto destaca-se a construção da via Mataje-La Espriella, concebida para melhorar a conexão terrestre entre Colômbia e Equador, a qual deverá ficar pronta em 2016.

Tal estrada facilitará, também, a comunicação entre dois portos situados em um e outro lado da faixa divisória.

O fortalecimento da segurança e os serviços de saúde nos espaços limítrofes, bem como a homologação de títulos universitários e o monitoramento de bacias hidrográficas são iniciativas derivadas de tais encontros.

Aspiramos a que nos una, nos comunique, a integração e não a fronteira comum, afirmou o chanceler equatoriano, Ricardo Patiño, durante os preparativos do Gabinete anterior, realizado na província de Esmeraldas -a cerca de 300 quilômetros de Quito- e que teve como antecedentes duas reuniões similares desenvolvidas em Tulcán (2012) e em Ipiales (2013).

As relações diplomáticas entre a Colômbia e o Equador datam de 1832, seus governos colaboram igualmente em questões como a capacitação das forças militares, migrações, deslocamento humano e na problemática dos refugiados.

Recentemente os dois Estados celebraram a inclusão das músicas de marimba, cantos e danças tradicionais do pacífico sul colombiano e Esmeraldas na Lista do Patrimônio Cultural Imaterial da Humanidade.

Comentários: