Brasília, 21 de janeiro de 2022 às 12:59
Selecione o Idioma:

Brasil

Postado em 14/02/2020 7:12

Brasil negocia com a Rússia a construção da Angra 3

.

BRASIL

A companhia russa de energia nuclear Rosatom estaria negociando construção conjunta de usina nuclear no estado do Rio de Janeiro. A experiência e o portfólio vasto da Rosatom são um ponto de concórdia no projeto.

Rosatom está em negociações ativas com o lado brasileiro sobre uma possibilidade de participação na construção da usina termelétrica nuclear (UTN) Angra 3 no estado do Rio de Janeiro, disse em entrevista à Sputnik o embaixador da Rússia no Brasil, Sergey Akopov.

“Como líder mundial na construção de usinas nucleares, a Rosatom está interessada em cooperar no desenvolvimento do programa nuclear brasileiro através da construção de usinas de grande, pequena e média capacidades. A corporação estatal está estudando as possibilidades de participação na construção da UTN Angra 3 no estado do Rio de Janeiro, e atualmente as negociações com o lado brasileiro estão em fase ativa”, revelou o embaixador.

“Estou convencido de que se a Rosatom participar na conclusão da usina nuclear, este projeto será implementado com sucesso, especialmente porque temos experiência na construção de instalações semelhantes em outros países”, afirmou Akopov.

O embaixador salientou que a filial brasileira da Rosatom desempenha as funções de representação regional da empresa estatal em toda a América Latina, o que “confirma o status do Brasil como o principal parceiro latino-americano da Rússia nesta área”.

“A Rosatom fornece urânio para produzir combustível para usinas nucleares brasileiras e implementa projetos de medicina nuclear no Brasil. Está sendo estudada a possibilidade de introduzir tecnologias nucleares inovadoras na agricultura brasileira e estão sendo procurados parceiros potenciais atualmente”, acrescentou.

Akopov referiu também que o portfólio da Rosatom inclui uma ampla gama de serviços para empresas petrolíferas em particular, a criação de sistemas seguros e eficazes de gestão e reciclagem de resíduos, bem como de equipamentos de reciclagem.

Anteriormente o chefe da Rosatom, Aleksei Likhachev afirmou que a Rússia ofereceu aos parceiros brasileiros soluções próprias para a conclusão da usina termelétrica nuclear Angra 3, mas ainda não há uma resposta definitiva.

Sputnik

Comentários: