Brasília, 16 de setembro de 2021 às 13:48
Selecione o Idioma:

Papo do Dia:

Sem Titulo

Postado em 14/12/2016 11:38

É hora de resistir!!!

.

*Ricardo Maranhão
Com muita alegria, participei da solenidade de posse da nova diretoria da FENAVENPRO, realizada no Clube Caiçaras, no Rio de Janeiro.
Momento de rever o dileto amigo EDSON RIBEIRO PINTO e os companheiros dos vinte e sete sindicatos que integram a Federação.
Foi a oportunidade de ouvir o pronunciamento, corajoso, incisivo e equilibrado de JOSÉ CALIXTO RAMOS, presidente da CNTI – Confederação Nacional dos Trabalhadores na Indústr
Alegria e emoção redobradas quando da execução dos Hinos, Nacional e da FENAVENPRO. Este último, magnífica composição de autoria do mestre pernambucano NELSON FERREIRA, que nos deixou rico legado.
Não poderia desperdiçar a oportunidade de dizer algumas palavras, sobre o momento que vivemos. Defendi a PETROBRÁS, empresa à qual dei minha modesta contribuição, por mais de vinte e cinco anos.  
Ela, vítima da ação lamentável e vergonhosa de delinqüentes. É atacada, como sempre foi, por interesses menores que desejam entregar o PRÉ-SAL a empresas estrangeiras.
A PETROBRÁS é casa de gente séria, competente, patriota. Não pode ser confundida com os bandidos que lhe causaram prejuízos, nem, tampouco, com políticos corruptos e empresários desonestos. A PETROBRÁS é a maior realização do povo brasileiro, nos campos econômico, social e tecnológico.
Em pouco mais de seis décadas, numa indústria com mais de 150 anos, fomos capazes de construir uma das maiores petrolíferas do mundo.
Os detratores apregoam, leviana e irresponsavelmente, que ela está “quebrada”, “falida”. Os fatos desmentem a falácia, categoricamente. A produção de petróleo bate recordes sucessivos. As reservas petrolíferas são crescentes.
Neste ano a empresa recebeu, pela terceira vez, o prêmio nobel da indústria do petróleo, concedido pela OTC – Offshore Technology Conference. A Companhia continua a merecer a confiança do mercado financeiro.
Denunciei, também, os que, tentando impor o congelamento, por vinte anos, dos gastos públicos, procurando desmontar a Previdência Social e investindo contra a CLT e os direitos dos trabalhadores, desejam levar o país ao retrocesso e à barbárie. São os mesmos que, sem ouvir educadores, pais, mestres e alunos, pretendem modificar as diretrizes da educação brasileira, por Medida Provisória.
É hora de resistir. Resistir dentro da ordem, com firmeza, utilizando todos os instrumentos da democracia. Os estudantes ocupam as escolas. Os jornalistas devem lutar pela democratização dos meios de comunicação, hoje, fortemente oligopolizados.
Os trabalhadores devem pressionar os seus representantes, no Congresso Nacional, não permitindo a subtração de direitos e o retrocesso. Todos os cidadãos devem se unir para a preservação do patrimônio nacional.
Os exemplos de EDSON RIBEIRO PINTO,  de CALIXTO e de todos os trabalhadores que formam a família FENAVENPRO servem de orientação, para todos os que desejam um Brasil Soberano, justo e democrático.
            É hora de resistir!!!
*Ricardo Maranhão, Engenheiro, ex-Deputado Federal é Conselheiro do Clube de Engenharia.
           

Comentários: