11.5 C
Brasília
domingo, 14 julho, 2024

Dina Boluarte presta depoimento ao Ministério Público por mortes em protestos

A Presidente do Peru, Dina Boluarte.

Boluarte reitera que as mortes por repressão são da responsabilidade das Forças Armadas e da Polícia Nacional, sendo uma evasão à sua titularidade suprema em ambas as entidades.

HispanTV = A presidente do Peru, Dina Boluarte, chegou nesta terça-feira à sede da Procuradoria Nacional, na capital do país, Lima, para depor, no âmbito da investigação contra ela, pelas mortes de manifestantes em decorrência da repressão na protestos, ocorridos entre os meses de dezembro e março.

Boluarte culpa Castillo pelo sangue derramado por manifestantes
Anteriormente, o advogado responsável pela defesa do Chefe de Estado, Joseph Campos, afirmou em declarações à imprensa após chegar ao Ministério Público que Boluarte “não vai fazer silêncio”.

Da mesma forma, o presidente do Conselho de Ministros, Alberto Otárola, que também está sendo investigado pelo suposto crime de homicídio qualificado, confirmou da Espanha que o chefe do Executivo peruano irá declarar e responder às perguntas da Equipe Especial do Ministério Público , enquanto Boluarte especificou que só Ele prestará declarações perante a Procuradora-Geral, Patricia Benavides, porque, em sua opinião, é “a única autoridade competente nas investigações de altos funcionários do Estado peruano de acordo com a lei”.

NYT: governo peruano usou força letal contra manifestantes
Segundo fontes nacionais, Boluarte tem reiterado que as mortes por repressão não são da sua competência, enquanto culpa as Forças Armadas e a Polícia Nacional, o que representa uma evasão ao seu domínio supremo sobre ambos os órgãos de segurança.

‘Governo de Boluarte admitiu excessos no uso de armas em protestos’
Durante as manifestações ocorridas no país sul-americano após o afastamento do ex-presidente Pedro Castillo, pelo menos 67 pessoas morreram em decorrência da repressão militar e policial.

ÚLTIMAS NOTÍCIAS