Brasília, 4 de agosto de 2021 às 00:17
Selecione o Idioma:

Cultura

Postado em 25/06/2020 7:49

Cuba representará América Latina e Caribe no festival da Bielorrússia

.

Minsk, 24 de junho (Prensa Latina) A presença de Cuba em representação da América Latina e do Caribe no XXIX Festival Internacional de Artes Slavianski Bazar, em Vitebsk, Bielorrússia, foi confirmada hoje pelo porta-voz do evento, Svetlana Avdéyeva.
O chefe do departamento de cooperação internacional daquele evento de artes musicais, teatrais e de dança, o maior evento cultural das nações da Eurásia, disse à Prensa Latina que o representante selecionado da ilha era Alexys Lisdier Morales.

Ele ressaltou que o cubano estará entre os 18 finalistas de um grupo de mais de 40 intérpretes do mesmo número de países da Europa, Ásia e África, fundamentalmente.

Ele acrescentou que o artista cubano participará do XXIX Concurso de Jovens Artistas da Canção Pop, que será realizado em ambientes externos, incluindo a chamada Plaza de la Victoria e no parque Mazurino.

Ele garantiu que a administração do festival cria condições confortáveis ??para os competidores, levando em consideração as particularidades nacionais de seus países e as demandas sanitárias geradas pela pandemia global de Covid-19.

O responsável pelo Caribe e pelas Américas do mesmo evento mundial, Alberto Loreydis, disse à Prensa Latina que Morales vem da província cubana de Las Tunas, cerca de 600 quilômetros a leste de Havana.

Ele disse que o intérprete tem 28 anos, é formado pela Universidade Ignacio Agramonte de Camagüey e foi o vencedor em 2015 do concurso La nueva voz, organizado pela televisão de Havana.

Ele disse que o intérprete tem 28 anos, é formado pela Universidade Ignacio Agramonte de Camagüey e foi o vencedor em 2015 do concurso La nueva voz, organizado pela televisão de Havana.

Ele anunciou que o escolhido aparecerá antes do júri do evento com a famosa música do russo de AndrésVoznesensk, intitulada ‘Devolva a música’ e como o hit internacional do sueco Adam Anders, da argentina Claudia Brant e do italiano Marco Marinangeli, ‘Até o fim’ .

Ele lembrou que o bolero, produtor, maestro mexicano, Rodrigo de la Cadena, é o único vencedor latino-americano do Grande Prêmio (2014) neste festival mundial.

Ele mencionou que a jovem cantora cubana Rebeca Émbil ganhou naquele festival em 2018 os prêmios de popularidade e excelência pela interpretação de uma música eslava pelo compositor russo Igor Krutoy e popularizada mundialmente por Alla Pugachova, Love parece um sonho .

Ele destacou que no evento Vitebsk os cantores cubanos Daniuska Pacheco (2010), Annys Batista (2011), Lucelia Roldán (2012), Charlot Ruiz (2014), Zule Guerra (2015), Samanta Echeverría (2016) também deixaram sua marca. Artistas mexicanos Majo Cornejo e Jorge Romano, o argentino Celeste Candia e o colombiano Vrian.

Comentários: