25.5 C
Brasília
quarta-feira, 24 julho, 2024

Cuba apresentará novos projetos de exportação na FIHAV 2015

Havana, (Prensa Latina) Novos projetos integrais para a exportação serão apresentados nesta quarta (05) por Cuba na XXXIII Feira Internacional de Havana, FIHAV 2015, em correspondência com o tema central deste ano desse evento comercial.

As principais entidades da ilha com licença para vender no exterior apresentarão suas propostas que incluem, entre outras, exportações de bens e serviços para a saúde e projetos de desenvolvimento agroindustrial sustentável.

Com esse propósito também acontecerá um evento de promoção de bens exportáveis, sob o nome de Feito em Cuba, para incentivar os empresários de mais de 70 países presentes na FIHAV a respeito das potencialidades da ilha para fazer ofertas de qualidade e de alto valor agregado.

Além disso, terá o propósito de atrair a investidores estrangeiros interessados em estabelecer plantas industriais e encadeamentos produtivos com perspectivas de ampliar suas exportações.

Para esta quarta-feira a agenda de atividades, a qual já é o maior evento comercial da ilha e o terceiro em importância na América Latina e no Caribe, tem em sua programação uma coletiva de imprensa do embaixador e chefe da delegação da União Europeia em Cuba, Herman Portocarrero, e a celebração do dia desse bloco na feira.

Vários encontros empresariais entre representantes da ilha e de Brasil, Argentina, México e Polônia estão programados ao longo deste terceiro dia, todos encaminhados a identificar oportunidades de negócios conjuntos e ampliar os vínculos comerciais e econômicos.

Durante o segundo dia da FIHAV 2015, Cuba apresentou a segunda versão de sua carteira de negócios que inclui 36 novos projetos, dos quais 30 serão executados em todo o país e os seis restantes na Zona Especial de Desenvolvimento Mariel (ZEDM), com o fim respaldar um crescimento mais acelerado da economia e criar maior confiança nos investidores.

Também se apresentou o Diretório Comercial de Cuba, que compreende facilidades para qualquer empresário interessado em negócios com a ilha, entre eles dados sobre as características das empresas e regulamentações jurídicas para essa atividade.

Além disso, a Diques Peninsulares (Dipensa), do México, e Astilleros del Caribe (Asticar), de Cuba, plasmaram o interesse de trabalhar de maneira conjunta para a operação de astilleros em ambos países, o qual ficou registrado em uma carta de intenção.

Também foi divulgado que mais de 12 projetos de investimentos mexicanos estão em trâmites e se espera que tenham frutífero desdobramento, de acordo com o expressado pelo primeiro vice-ministro de Comércio Exterior e Investimento Estrangeiro de Cuba, Antonio Carricarte, na inauguração do pavilhão do México.

Na ocasião, o primeiro vice-ministro informou que as propostas em análises são referentes a negócios em diferentes partes da ilha, inclusive a ZEDM.

ÚLTIMAS NOTÍCIAS