Brasília, 29 de novembro de 2021 às 21:13
Selecione o Idioma:

Cuba

Postado em 23/06/2021 8:10

Cuba: Abdala, com três doses, tem eficácia de 92,28%

.

Photo: Estudio Revolución

Após a aplicação da formulação de três doses, a vacina candidata Abdala tem uma eficácia de 92,28%, o que a coloca bem acima da exigência da Organização Mundial da Saúde (OMS) de declarar uma vacina como tal anti-Covid-19, que deve ser no mínimo 50% eficaz.

«Da tarde de sábado à tarde da segunda-feira, já se passaram 48 horas em que Cuba, um país pobre e pequeno, abalou o mundo», tal como observou o primeiro secretário do Partido Comunista de Cuba, Miguel Díaz-Canel Bermúdez, em um encontro com pesquisadores do Centro de Engenharia Genética e Biotecnologia (CIGB).

Photo: Estudio Revolución

O presidente da República decidiu reunir-se com cientistas após tomar conhecimento da análise final de eficácia da vacina Abdala, na reunião da segunda-feira 21, do Grupo de Trabalho Temporário do Governo para a prevenção e controle ao Covid-19

O presidente também fez isso no sábado, 19, quando foi saudar pesquisadores do Instituto Finlay de Vacinas ao conhecer que a vacina candidata Soberana 02, com suas duas doses, tem eficácia de 62%, resultado que ainda não contém a aplicação da terceira dose de reforço da Soberana Plus, que também deve colocá-la entre as vacinas mais eficazes para controlar o vírus SARS-CoV-2.

A eficácia de Abdala a coloca entre as vacinas de melhores resultados do mundo, aquelas que vêm sendo produzidas nos principais laboratórios dos países mais desenvolvidos com recursos de bilhões de dólares, algo que para Cuba é uma quimera, ainda mais, em meio ao aprofundamento do bloqueio econômico, comercial e financeiro durante a pandemia.

A doutora em ciências Marta Ayala Ávila, diretora-geral do CIGB, explica que a eficácia é o resultado mais importante de uma vacina. «É seu efeito na vida real», disse.

Na apresentação da conquista, destacou o trabalho das equipes de cientistas que trabalharam nas fases I / II e III dos testes clínicos em Santiago de Cuba, Bayamo, Guantánamo e Havana, e agradeceu aos 48 mil voluntários que fizeram parte da pesquisa.

Photo: Estudio Revolución

A análise final dos estudos de eficácia da vacina Abdala contra a Covid-19 sintomática, que foram conduzidos por um grupo independente liderado pelo Instituto de Cibernética, Matemática e Física, inclui não apenas a resposta a uma cepa inicial de SARS-CoV-2 (DG614G), mas também aos mutantes Alfa, Beta e Gama, explicou a diretora-geral do CIGB.

A cientista lembrou que o teste clínico incluiu um grupo placebo e outro vacinado, com três aplicações em um período de 0-14-28 dias. Argumentou que os estudos continuam, que novas avaliações e conclusões continuarão sendo feitas.

A doutora em Ciências Marta Ayala destacou ainda o trabalho desenvolvido pelo Centro de Imunoensaios, os Laboratórios AICA e outros centros científicos, bem como pelos trabalhadores da Saúde Pública, que realizaram um processo de vacinação rápido e de qualidade que outros dificilmente podem fazer.

Salientou que o grupo de pesquisadores dedica o resultado e agradece ao Comandante-em-chefe Fidel Castro Ruz, fundador do CIGB, ao general-de-exército Raúl Castro Ruz, ao primeiro secretário do Partido, Miguel Díaz-Canel Bermúdez, e aos cientistas pioneiros do este centro.

PARABÉNS EM NOME DE CUBA

Ao ouvir estes resultados, o primeiro secretário do Partido comentou que «se sente orgulho de ser cubano e de ter compatriotas como vocês».

«Estamos» — disse-lhes — «emocionados pelos resultados científicos que alcançaram e pelo feito que este país fez, que em menos de 48 horas deu duas notícias consecutivas que são marcos científicos de uma pequena Ilha. Ilha à que estão disparando para matar, mas estamos vivos, entre outras coisas, por causa desses resultados».

«Vejo este resultado», acrescentou, «com o sentimento de admiração que sentimos por vocês e de gratidão, porque com essas coisas nosso povo está sendo salvo, e com essas coisas estamos ajudando a tornar realidade essa convicção de que Cuba salva vidas no meio desta realidade da pandemia».

«Os resultados são realmente impressionantes», reiterou. «Nesses resultados» — expôs — tem muito que significar, e lembrou os dias iniciais da pandemia, quando «estava convencido de que os países pobres não iam poder ter em pouco tempo as vacinas disponíveis que o mundo rico estava produzindo para priorizar aos ricos».

«Por isso pedi a nossos cientistas, com a convicção, com a garantia de que poderíamos fazê-lo, que era preciso ter vacinas cubanas para ser soberania também nesta situação».

Nós, acrescentou, «somos um dos poucos que, tendo vacinas para resolver os problemas de Cuba, pensamos em como, com essas mesmas vacinas, podemos resolver os problemas de milhões de pessoas no mundo, especialmente dos milhões que têm menos e vivem hoje, em uma tremenda incerteza causada pela doença».

«Vocês deram uma resposta em treze meses» — reiterou — «em um país que em meio à pandemia está mais bloqueado. A perseguição financeira se intensificou, eles têm feito todo o possível para que não chegue uma gota de combustível, têm feito todo o possível para evitar que os remédios cheguem».

No meio disso, e sem contar os milhões de dólares que um projeto como esse precisava, temos esses resultados. E isso «só foi salvo pelo coração de vocês, que vale milhões, e pelos milhões de motivos que têm defendido, porque pensaram nos milhões de cubanos e nos milhões no mundo que podem ser beneficiados».

Aqui — refletiu mais tarde o primeiro secretário do Partido — «existe um fato de enorme lealdade e fidelidade ao pensamento fundador de Fidel em relação ao desenvolvimento da biotecnologia, depois à ideia de aperfeiçoamento que Raúl teve, quando se passou de um esquema orçamentado para um sistema de negócios; e também tem a ver com uma homenagem aos fundadores, como o doutor Luis Herrera e outros que estão aqui hoje, às gerações que passaram e onde todos cresceram com estes resultados».

«Essa eficiência de 92,28%» — reiterou o presidente com entusiasmo — «nos coloca na vanguarda, em uma posição avançada».

«Fidel, com aquela confiança tremenda que tinha, disse um dia que este era um grande centro que ia ter grandes resultados científicos. E este é um grande resultado científico, com o qual demonstrou a grandeza deste centro e a fidelidade a esse pensamento».

«Em nome de Cuba, parabéns”, disse Díaz-Canel finalmente aos pesquisadores do CIGB que trabalharam na criação da vacina Abdala, que já é uma vacina contra a

Comentários: