Brasília, 17 de setembro de 2021 às 13:17
Selecione o Idioma:

Papo do Dia:

Colômbia

Postado em 09/12/2019 8:05

Comitê de Greve na Colômbia promove mais ações de protesto

.

Bogotá,  (Prensa Latina) O Comitê de greve na Colômbia promove nesta segunda-feira(09)mais ações de protesto, enquanto as reuniões com o governo seguem sem conseguir acordos.
Diógenes Orjuela, presidente da Central Unitária de Trabalhadores (CUT), organização que faz parte do Comitê, disse que nesta segunda-feira terá uma reunião no lugar de negociação do salário mínimo (atualmente em torno de 237 dólares mensais).

A CUT e outras vozes pedem um reajuste salarial que cubra as necessidades básicas de milhões de colombianos, detalhou quase três semanas após o início dos protestos antigovernamentais no país.

Assim, anunciou que realizarão o que denominou uma tomada de Bogotá no dia que será votada a reforma tributária, considerarndo que essa iniciativa prejudica os interesses do povo.

A esse respeito, Iván Cepeda, da Comissão de Paz Senado, disse que ‘é francamente vergonhoso escutar o (ex-presidente Álvaro) Uribe promover a reforma tributária dizendo que traz benefícios sociais como os três dias sem IVA (Imposto ao valor agregado)’.

Enquanto, as reuniões entre o Comitê e o Governo, seguem sem acordos. ‘Temos discrepâncias com a posição do governo. Eles falam de umas ‘conversas’, enquanto nós fazemos questão da necessidade de uma mesa de negociações, explicou Orjuela.

Desde 28 de novembro, o Comitê, os congressistas da Bancada pela Paz e o movimento Defendemos a Paz defendem um diálogo inclusivo, democrático e eficaz com o Governo.

Na sua opinião, o que o presidente Iván Duque denominou de conversa nacional’, iniciada em 24 de novembro com diferentes setores, não cumpre com os requisitos mencionados quanto a forma e conteúdo.

Comentários: