Brasília, 21 de janeiro de 2022 às 11:35
Selecione o Idioma:

Paraguai

Postado em 17/12/2015 5:10

Começam no Paraguai atividades prévias à Cúpula do Mercosul

.

Assunção,  (Prensa Latina) Reuniões técnicas da Comissão de Comércio e do Foro de Consulta e Acordo Político dão início nesta quinta (17) no Paraguai às atividades prévias à Cúpula dos estados membros do Mercosul.

Ao máximo evento do Mercado Comum do Sul (Mercosul), confirmaram presença todos os mandatários dos países integrantes e a do sócio Chile, Michelle Bachelet, segundo o chanceler paraguaio, Eladio Loizaga.

Em vários locais da Confederação Sul-americana de Futebol, na cidade de Luque, na área metropolitana da Grande Assunção, serão realizados todos os eventos relacionados e a própria Cúpula, no próximo dia 21.

Para domingo, está previsto o encontro dos chanceleres dos países membros, que avaliarão os avanços neste último semestre, com a presidência temporária do Paraguai nas relações com outros blocos.

Fundamentalmente, esses progressos se referem às negociações com a União Europeia que tendem a estabelecer um acordo comercial, segundo Loizaga.

O ministro paraguaio de Relações Exteriores enfatizou que, durante estes dias, as reuniões estarão focadas nas relações que vão se iniciando entre o Mercosul e a Aliança do Pacífico. Estamos procurando a convergência e nos aproximar, afirmou.

Loizaga destacou como o país será, a partir de hoje, um centro importantíssimo para a América Latina e o mundo e solicitou à cidadania que uma vez mais demonstre hospitalidade para aqueles que participarem deste tipo de evento.

O chanceler faz referência à greve geral e à paralisação cívica anunciadas por grupos políticos e sociais para começar no próprio dia da Cúpula, que buscam concretizar certas reivindicações e a renúncia do presidente Horacio Cartes.

Na Cúpula, o Paraguai concluirá seu período semestral na presidência temporária e entregará o mandato ao Uruguai para a próxima etapa.

Já ontem concluiu aqui, na sede da chancelaria, a XXI reunião do Grupo de Trabalho sobre Assuntos Consulares e Jurídicos do Mercosul e estados associados, com a presença de delegados da Argentina, Brasil, Uruguai, Bolívia, Chile, Equador e Peru.

A agenda teve entre seus temas a discussão e avaliação de um projeto de acordo sobre Documentos de Viagem e de Volta e do funcionamento do Mecanismo de Cooperação Consular.

Incluiu a elaboração de um guia regional para combater o tráfico de pessoas e para a implementação de um protocolo de crise para casos de catástrofes ou conflitos.

Ao mesmo tempo, foi realizada uma troca de experiências a respeito das práticas, diretrizes, disposições, precauções e situações de tráfico ilícito de migrantes, casamentos fraudulentos ou arranjados com fins migratórios.

Comentários: