Brasília, 29 de junho de 2022 às 15:25
Selecione o Idioma:

Nossa América

Postado em 06/02/2020 11:49

Chanceler russo inicia em Cuba viagem oficial à América Latina

.

Moscou, (Prensa Latina) O ministro russo de Assuntos Exteriores, Serguei Lavrov, começará hoje em Cuba uma viagem de 5 a 8 deste mês pela América Latina, que incluirá visitas ao México e à Venezuela.
A reunião de Lavrov com o ministro cubano de Assuntos Exteriores, Bruno Rodríguez, será na cidade de Santiago de Cuba, adiantou recentemente a porta-voz da Chancelaria russa, Maria Zajarova.

Além disso, a porta-voz do ministério russo de Assuntos Exteriores disse à Prensa Latina que as medidas coercitivas aplicadas pelos Estados Unidos contra a nação caribenha, reforçando o bloqueio de mais de 60 anos, estarão entre os temas das conversas bilaterais.

A Rússia participa de forma intensa no programa de desenvolvimento cubano até 2030, com planos de manutenção e modernização das ferrovias, construção de blocos energéticos, treinamento de especialistas, cooperação médica e muitas outras atividades.

O titular russo também se reunirá no México com seu similar desse país, Marcelo Ebrard, com quem abordará o fortalecimento da cooperação bilateral e dos órgãos de integração regionais, destacou Zajarova.

Essa colaboração inclui entidades como a Comunidade de Estados Latino-americanos e Caribenhos, que o México preside este ano, enfatizou.

Na Venezuela, Lavrov tem previsto se reunir com Jorge Arreaza e com a vice-presidenta Delcy Rodríguez e o primeiro mandatário Nicolás Maduro, afirmou a porta-voz da Chancelaria.

Rússia e Venezuela comemoram este ano o aniversário 75 de suas relações diplomáticas, no próximo 3 de março, indicou a porta-voz.

Ambos países avançam na cooperação energética, em mineração, transporte, medicina, farmacêutica, colaboração técnico-militar e na coordenação de posições em diversos aspectos da arena internacional e em oposição à política de sanções, afirmou.

Em todos os casos, o chefe da diplomacia russa abordará o desenvolvimento do diálogo político, a cooperação econômica e o aperfeiçoamento das relações entre este país e as nações latino-americanas, apontou a alta funcionária pública.

Comentários: