Brasília, 17 de outubro de 2021 às 10:09
Selecione o Idioma:

Nossa América

Postado em 13/08/2020 8:08

Argentina e México vão produzir vacina para toda a América Latina, com exceção do Brasil

.

AMÉRICAS

Presidente argentino, Alberto Fernández anunciou que seu país vai produzir vacina elaborada em conjunto com a Universidade de Oxford, Reino Unido, e que primeiras doses estarão disponíveis em 2021.

A produção do medicamento estará a cargo do laboratório AstraZeneca, na Argentina.

De acordo com Fernández, a produção visa “produzir entre 150 e 250 milhões de doses para toda a América Latina – com exceção do Brasil“, publicou o jornal Clarín, citando fala do presidente em comitiva de imprensa.

Além disso, espera-se que a vacinação possa ser iniciada na Argentina já no primeiro semestre do ano que vem, enquanto o México também vai participar na produção.

“A produção latino-americana vai estar a cargo da Argentina e do México, e isso vai permitir um acesso oportuno e suficiente da potencial vacina para todos os países da região”, acrescentou Fernández.

O preço de venda do medicamento será no máximo de US$ 4 (cerca de R$ 22). Contudo, a distribuição da vacina não intenciona fins lucrativos e deve ser distribuída de forma gratuita.

Todavia, a vacinação ainda depende dos resultados da terceira fase de testes, além da aprovação de órgãos reguladores.

Sputnik

Comentários: